Social Icons

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Somberland - Discografia Comentada

Tem bandas que não precisam de muito pra fazer boas músicas. No caso dos catarinenses do Somberland, três elementos humanos são suficientes para sintetizar um Black Metal excelente e destacável. Se o elevado número de bandas do estilo espalhadas pelo mundo faz do Black Metal uma vertente rígida, onde o ouvinte já sabe premeditadamente mais ou menos o que esperar, então esse trio sulista vem para tornar as coisas um pouco mais interessantes, sem desgarrar do estilo.

Composto por E. Nargaroth (vocal e baixo), Orland (guitarra) e Wag (bateria), o Somberland foi fundado em Criciúma, no estado de Santa Catarina, e está em atividade desde 2015, sendo, portanto, ainda bastante jovem. Focado desde o princípio em executar Black Metal, o conjunto já sabia o que fazer e rapidamente, no início de 2016, lançou seu primeiro registro: o EP-demo "Dark Silence of Death".

O título quer dizer "silêncio negro da morte", mas a sonoridade vai na direção inversa, evidentemente - é o esmagador e violento som negro da morte. O Black Metal executado pelos catarinenses nesse trabalho é um pouquinho mais aberto e criativo, situando-se mais próximo daquele executado pelos suecos e finlandeses, distanciando-se da famosa vertente norueguesa. Os riffs são bem desenvoltos e carregados, ganhando peso com a boa produção. A bateria é seca, estando dentro do esperado do estilo, mantendo ritmos tradicionais de acordo com a passagem, mas também variando para os indispensáveis blast beats. O vocal de E. Nargaroth é um gutural rasgado, mas não tanto quanto o das bandas norueguesas. Sua técnica, sendo um pouco mais fechada - ainda assim, rasgada - é mais um fator que aproxima o clima geral da musicalidade àquele de bandas suecas.

São apenas três faixas, mas suficientes para provocar impressão positiva. Não são homogêneas, retilíneas e porradarias invariáveis, sem fim, como muitas vezes se espera do estilo. Elas têm balanço, tem harmonia, têm preocupação em serem atrativas sem perderem agressividade. Provas disso são as inserções de passagens mais calmas, levadas à base de contrabaixo e guitarra clean, maximizando o clima sombrio que as canções têm. Além de variações rítmicas dentro das próprias músicas, elas em si se portam de maneiras distintas também: "Forever Dark Wood" e "Into The Front" são mais violentas, enquanto "Fallen Angel", embora seja a de maior duração, tem um andamento mais cadenciado e soturno.

"Dark Silence of Death" dota de incontestável qualidade. Três excelentes e convincentes faixas brasileiras de Black Metal.

Outro detalhe interessante em relação ao Somberland é a não-utilização de corpse paint pelos integrantes. Ao invés disso, o trio se banha em sangue, ganhando uma aparência mais guerreira e sanguinária.

Aparentemente, o conjunto lançará seu primeiro álbum de estúdio em breve. A foto de perfil no Facebook foi recentemente atualizada e leva a inscrição "Voluntas Hominis", possivelmente o título do futuro debut. Tendo "Dark Silence of Death" em mente e a excelência praticada nele, pode-se esperar coisas boas sobre esse primeiro trabalho.

|    Facebook    |    YouTube    |    Soundcloud    |

SHOW & IMPRENSA:
E-mail: somberland@hotmail.com


 Dark Silence of Death (EP) (2016)

01 - Forever Dark Wood
02 - Fallen Angel

Ouvir (Soundcloud)

Nenhum comentário:

Postar um comentário