Social Icons

sábado, 9 de abril de 2016

Dust Commando - Discografia Comentada

Uma vez gigante e lendária, uma banda sempre gerará discípulos enquanto a raça humana existir, não importa quanto tempo se passe. Esse é, certamente, o caso dos britânicos do Black Sabbath, que além de toda a influência exercida sobre fãs, músicos ou aspirantes ao longo das décadas, também contribuiu para o nascimento e desenvolvimento de diferentes segmentos do Metal, como o Heavy Metal, o Doom Metal e também o Stoner Metal. É nesse último que mais um de seus influenciados se situa. Diretamente de Taquari, no estado do Rio Grande do Sul, os caras do Dust Commando procuram explorar o legado mais "sabático" da lendária banda.
Contando atualmente com Thiago Rabuske (vocal e baixo), João Vitor Martins (guitarra) e Felipe Silva (bateria), o conjunto iniciou suas atividades em 2013 e, rapidamente, já se viu diante de material pronto suficiente para preencher um álbum completo e fazer dele, de cara, seu primeiro lançamento oficial. Lançado internacionalmente em abril de 2015 pelo selo XMetal EmpireX, o álbum de estreia dos gaúchos foi batizado com o título "Chaos Lives In Fur".
Com suficientes 41 minutos de duração que rendem bastante, o disco apresenta uma sonoridade sólida e muito bem estruturada, calcada no Stoner Metal mas não ficando apenas nele, já que frequentemente transita também pelo viés do Hard Rock e a bateria de Felipe Silva nem sempre é constante, por vezes inserindo nuances de estilos até deslocados como o Black Metal em rápidos e raros mas certeiros blast beats. Os riffs da guitarra de João Vitor são realmente fortes e característicos, como se espera de um Stoner bem "sabático". Não bastasse os arranjos serem potentes, destaque ainda maior vai para seus solos, que são sucintos, esbanjando técnica e complexidade que inflam e empolgam, acrescentando muito à musicalidade. O vocal e o contrabaixo de Thiago completam os elementos musicais com bastante versatilidade, principalmente no que diz respeito à voz. Thiago explora extremos e percorre ótima variação de tons, concedendo dinamismo às músicas. Sai desde uma postura mais grave até uma mais elevada de acordo com o que a música solicita, mas frequentemente canta com drives secos que concedem agressividade necessária à porrada instrumental. O problema é quando eleva demais a voz juntamente os drives, pois fica uma sensação bastante incômoda de que o limiar do canto foi ultrapassado e as linhas vocais se transformaram em gritaria desenfreada, principalmente em "She's A Saint". Ainda assim, seu trabalho é ótimo e a versatilidade é muito importante para o conjunto da obra.
"Chaos Lives In Fur" é longe de ser um trabalho homogêneo, composto por músicas iguais e composições que fazem apenas o dever de casa. É um álbum de múltiplos momentos, com músicas de refrões característicos, arranjos diversificados, autênticos e memoráveis, e muita garra e vontade. Acréscimo ao dinamismo musical jaz na exploração de violão, presente na tranquila e nostálgica "Holy Roller Skeptic Fella Blues" - que confere uma calmaria em torno de meados do álbum, o que é aparentemente estratégico -, na bonita instrumental "Madcap" e em "Holding On", que fecha o trabalho com um apelo mais sentimental.
Os gaúchos fizeram um bom trabalho, e de fato existe um claro potencial a ser desenvolvido pelo trio, mas "Chaos Lives In Fur" infelizmente se confina no claustrofóbico balizamento de uma produção precária pros padrões atuais mesmo para bandas novas e independentes. Muita consistência existente aqui poderia ser ainda mais valorizada com recursos mais apropriados, mas, sem eles, uma ótima obra brasileira pode ter ficado eclipsada. Contudo, é totalmente compreensível a questão das limitações financeiras. Indício forte do limite orçamentário é a versão física do disco, lançada de forma bastante simples, em papelão e sem encarte.
Ainda assim, não se acanhe ao dar uma chance, ainda mais se gosta de bandas como Black Sabbath e Black Label Society. Como gosto de dizer, é o tipo de sonoridade que pede um chapéu, uma cerveja, amigos e um bar temático.

|    Official Website    |    Facebook Page    |    Soundcloud    |

Assessoria de imprensa: Heavy and Hell Press
E-mail: www.heavyinhell@gmail.com


 Chaos Lives In Fur (2015)

01 - This Is Passion
02 - Heavyweight Dinosaurs
03 - Morale
04 - She's A Saint
05 - Nero
06 - Holy Roller Skeptic Fella Blues
07 - Narc
08 - Viking
09 - Madcap
10 - Hold On

Ouvir (Soundcloud)

Nenhum comentário:

Postar um comentário