Social Icons

quinta-feira, 30 de abril de 2015

neNasty - Discografia

Sempre tem algum ser humano que consegue, de alguma forma, ultrapassar os limites do ordinário. Que consegue nos impressionar de alguma forma e fazer perguntarmos a nós mesmos como é possível tal coisa.
O multi-instrumentista russo Valery Androsov, conhecido como Senmuth, é um desses que estarrece a comunidade headbanger que o conhece devido ao inacreditável número de álbuns que lança em sua carreira solo em pouco tempo. Geralmente são dezenas de discos por ano. Discos inéditos. Isso exige tempo, criatividade e versatilidade, intercalando tudo aos seus afazeres pessoais e às viagens ao redor do mundo, que são frequentes.
Autodidata, sua versatilidade jaz no fato de, ao longo de sua discografia que passa de três dígitos, solo ou projetos paralelos, passear através de diversos gêneros dentro ou fora do Metal, como o Industrial Metal, Avant-garde Metal, Folk Metal, Doom Metal, Ethnic, Ambient, Djent, Progressive, ou mistura destes e vários outros elementos.
Pouco antes de iniciar de fato sua gigantesca e instrumental carreira solo em 2004, Senmuth fundou, ao lado da vocalista e compositora Nasty Turenkova, o projeto neNasty, que segue a linha do Avant-garde Metal.
O projeto começou em 2003 em Penza, na Rússia, convencionando-se que Senmuth tocaria todos os instrumentos e comporia as músicas, enquanto Nasty seria vocalista, comporia as letras (que são em russo) e também auxiliaria seu colega com a composição musical.
Foi só em 2005, após o início da carreira solo e de já ter lançado uma quantidade considerável de álbuns por lá, que o primeiro álbum do neNasty saiu das trevas. Intitulado "...Сны Жестоки", parece ter saído das trevas mesmo. É uma mistura de Avant-garde Metal com algo de Gothic Metal principalmente no vocal e uma carregada atmosfera Dark Ambient, coisa típica do russo. Apesar da mixagem não ser a mais perfeita que pode-se ouvir (voz aparentemente deslocada dos instrumentos e guitarra pouco clara), é um bom disco para se ouvir. Nasty Turenkova é dona de um belo vocal que de repente se caso se entregasse mais deixaria as canções ainda melhores.
No ano seguinte é a vez do segundo e último álbum "Когда Уходят Тени" ser lançado. Musicalmente é ainda melhor e mais denso que o antecessor, além da produção, que está um pouco melhor. É um trabalho um pouco mais dinâmico, com momentos mais variados em recursos dependendo dos momentos da canção. As veias Avant-garde e Dark Ambient estão com suas raízes mais fortemente infincadas na sonoridade, o que causa a consequência da maior densidade instrumental, e Nasty segue complementando a sonoridade com seu belo e consistente vocal, que de alguma forma deixa o conjunto da obra ainda mais profundo e negro.
Esse é mais um dos projetos paralelos saídos da genial cabeça de Valery Androsov, o Senmuth. As atividades foram encerradas em 2007 e, mesmo que não seja a reinvenção da roda, roda bem. Para quem é fã dos trabalhos do cara, é mais um objeto de apreciação na coleção de conhecimentos pessoais relacionados ao músico, assim como outros projetos como Aegnor, Harmahis e Tenochtitlan.


 ...Сны Жестоки (2003)

01 - Ледяной Саркофаг
02 - Ненастье
03 - Свет Глубины
04 - Полярная Ночь (Оттенок Рассвета)
05 - Сны Жестоки
06 - Слезы Ангела На Земле
07 - Ненастье (акустика)
08 - Достигая 108
09 - Долина Страха


 Легенда Осени (Single) (2004)

01 - Легенда Осени (Doom Version)
02 - Легенда Осени (Alternativе Version)
03 - Легенда Осени (Dark Version)
04 - Не Жалея об Ошибках
05 - Полярная Ночь (Оттенок Рассвета)
06 - Достигая 108


 Когда Уходят Тени (2006)

01 - Холод
02 - Тишина
03 - Легенда Осени
04 - Воспарив
05 - В Морозную Ночь
06 - Не Жалея
07 - Куда Уходят Тени
08 - Не Видишь
09 - Призрачная Грусть


Nenhum comentário:

Postar um comentário