Social Icons

domingo, 8 de março de 2015

Depressed Mode - Discografia

É fato que os finlandeses têm algo de especial quando o assunto é música. Mais especificamente para nós, Metal. Eles têm um jeito todo próprio de executar o estilo, e geralmente suas bandas são melódicas. Claro que tem bandas que não soam dessa forma, mas a maioria que chega a um público mais amplo tem pegada melódica, seja nas guitarras, seja nos complementos por teclados. Isso quase que independe do gênero tocado. Uma prova disso é o Depressed Mode, que desde 2005, quando foi fundado, vem mostrando que é possível unir magistralmente Funeral Doom Metal com Symphonic e Death Metal e ainda ter sua dose de versatilidade.
O grupo é nativo de Pori, em Satakunta, e a primeira demo saiu quando tinham apenas um ano de vida, intitulada simplesmente como "Promo 2006". Provavelmente ela foi a responsável pela conquista do contrato com uma gravadora, profissionalizando de vez a banda.
Em 2007 veio à tona o debut "Ghosts of Devotion", via Firedoom Music. Trata-se aqui de um trabalho onde Symphonic Metal e Funeral Doom Metal são combinados perfeitamente. O lado Symphonic empresta sua classe através de fortes arranjos de teclado que aparecem o tempo inteiro, em consonância com cellos por algumas vezes. Isso contribui com uma atmosfera negra, arcaica. Enquanto isso, o Funeral Doom Metal toca da forma como ele é naturalmente: pesado, lamentável, arrastado, com o cavernoso vocal gutural de Otto Salonen acompanhando o prolongamento dos riffs. Elementos de Death Metal também podem ser notados em algumas reviravoltas, bem como vocais femininos, aprimorando o clima misterioso. Esse clima é passado até mesmo para a faixa cover presente no setlist, "Dunkelheit", do Burzum. Certamente este é um lindo disco!
Dois anos mais tarde é a vez do maravilhoso "...For Death..." chegar às prateleiras através do mesmo selo. Dessa vez há mudanças na sonoridade, mas não tão drásticas. A veia sinfônica permanece intacta, mas há substituição no prevalecimento de estilos. Enquanto antes o Funeral Doom era mais aparente, agora é o Death Metal que tem sua chance em primeiro plano. Por isso o disco é um pouco mais vívido, mas sem se desgarrar tanto do Funeral Doom que ainda surge cá e acolá. Esse disco exibe maior incidência de vocais femininos, além de orquestrações, que tornam os cellos mais completos. Vocal limpo masculino também é explorado, como na faixa "A Glimpse of Tomorrow", naquele estilo calmo e sereno do Doom Metal. Esse é um álbum amplo e criativo dentro da proposta.
Por enquanto não há previsão de lançamento de um novo álbum. Contudo, quando ele finalmente vier, sem dúvidas será excelente. A banda tem muita qualidade, mas o fato de executarem uma musicalidade não tão acessível ao grande público dificulta que valorizem seu trabalho. A formação atual conta com Otto Salonen no vocal gutural, teclados, programação e orquestrações, Natalie Koskinen no vocal feminino, Tomppa Turpeinen e Teemu Heinola nas guitarras, Henri Hakala no baixo e Iiro Aittokoski na bateria.


 Ghosts of Devotion (2007)

01 - Alone
02 - So Long
03 - Words of Silence
04 - Suffer In Darkness
05 - Ghosts of Devotion
06 - The Sun Is Dead
07 - Fallen Angel
08 - Dunkelheit (Burzum Cover)
09 - Cold


 ...For Death... (2009)

01 - Death Multiplies
02 - She's Frozen
03 - Loving A Shadow
04 - The Scent
05 - Prologue To The Thousand Skies
06 - Tunnel of Pain
07 - A Glimpse of Tomorrow
08 - A Sigh...
09 - ...For Death


2 comentários: