Social Icons

sábado, 31 de janeiro de 2015

Ancesttral - Discografia Comentada

Criado pelos ex-membros do Damage Inc. (Metallica cover), Alexandre Grunheidt (vocal e guitarra) e Fabrício Ravelli (bateria, ex-Harppia e Hirax), o Ancesttral iniciou sua trajetória em 2003, tendo como proposta uma sonoridade voltada para o Thrash Metal oitentista. Logo juntaram-se a eles o guitarrista Rafael Rocha, também ex-Damage Inc. e o baixista Laerte Carvalho. Com essa formação lançam a demo Demolition Man, ainda em 2003.
A demo foi muito bem recebida e, num momento em que o Thrash Metal andava em baixa, deu mostras de que a vertente ainda podia inspirar e incentivar novos conjuntos.
Apesar da boa repercussão, seus integrantes acabaram partindo para outros projetos. Somente em 2005, Alexandre e Fabrício retomam novamente as atividades do Ancesttral (já com a grafia com dois t) e lançam o compacto Helleluiah, contando com a participação de Eduardo Boccomino (Scars) em alguns solos de guitarra. Helleluiah tem apenas três faixas, mas todas são ótimas mostrando um som que vai na linha de White Zombie e Metallica.
Com Alexandre, Leonardo Brito (guitarra), Renato Canonico (baixo) e Billy Houster (bateria), o Ancestrral dá seu passo definitivo em 2007 com o seu debut, The Famous Unknown.
E o álbum já chama a atenção pela produção extremamente competente, assinada pelos membros do Korzus: Marcelo Pompeu e Heros Trench. Não bastasse isso, as composições são ótimas, todas com bastante energia e os vocais de Alexandre, inspirados claramente em Rob Zombie e James Hetfiled, combinaram perfeitamente com o som do conjunto.
É um trabalho simples e direto, como o bom Thrash deve ser. O disco contou com as participações especiais dos vocalistas Vitor Rodrigues (Torture Squad) em Visual Mask, Roger Lombardi (Goat Love, ex-Sunseth Midnight) em Endless Trip e Paul X (Monster) na brilhante faixa-título.
Eleito um dos melhores discos nacionais do ano, o álbum deixou claro que o Ancesttral era uma realidade e que tinha potencial para ser um dos grandes nomes do país.
Infelizmente, o conjunto passaria cinco anos sem lançar nada novo. Somente em 2012, com Rafael Rosa na bateria, lançaram o compacto Bloodshed and Violence. Na mesma linha do antecessor, o álbum trazia as ótimas faixa-título e Trust, além de um cover interessantíssimo de I do Black Sabbath.
Em 2014, com Denis Grunheidt na bateria, lançam a single What Will You Do?, outra grande faixa e que dá mostras que o próximo álbum pode ser tão bom quanto o primeiro.
Web of Lies, próximo álbum, tem seu lançamento previsto para 2015.


|    Official Website    |    Facebook Page    |
|    Metal Media    |    YouTube Channel    |


 Demolition Man (Demo) (2003)

01 - Demolition Man

 Helleluiah (EP) (2005)

01 - Demolition Man
02 - Helleluiah
03 - Feel My Hate

 Lost In Myself (Single) (2007)

01 - Lost In Myself
02 - Demolition Man
03 - Helleluiah
04 - Feel My Hate
05 - Demolition Man (Demo Version 2003)

 The Famous Unknown (2007)

01 - We Kill
02 - Helleluiah
03 - The Famous Unknown
04 - Demolition Man
05 - Endless Trip
06 - Lost In Myself
07 - Hell Is My Home
08 - Put Me Through
09 - Visual Mask
10 - Feel My Hate

Ouvir (Spotify)

 Bloodshed and Violence (EP) (2012)

02 - Trust

 What Will You Do? (Single) (2014)

01 - What Will You Do?

Ouvir (Spotify)

 Web of Lies (2016)

01 - What Will You Do?
02 - Massacre
03 - Threat To Society
04 - You Should Be Dead
05 - Fight
06 - Nice Day To Die
07 - Pathetic Little Liars
08 - Subhuman
09 - Web of Lies
10 - Fire
11 - What Will You Do? (Alternative Solo Version)

Ouvir (Spotify)

Nenhum comentário:

Postar um comentário