Social Icons

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Ecliptyka - Discografia

O Ecliptyka iniciou suas atividades em 2002, em Jundiaí, São Paulo, com Guilherme Bollini (guitarra e vocais rasgados), Helena Martins (vocais) e Tiago Catalá (bateria). Após, juntaram-se a eles o baixista Rodrigo Mathias e o guitarrista Ricardo Abatte.
Desde o início, realizaram diversas apresentações em especial na região metropolitana de São Paulo. Em 2007, lançaram o compacto The First Petal Falls, que chamou a atenção do público e da mídia especializada pela qualidade da produção e das faixas, com belas melodias, capazes de demonstrar com maestria o talento dos músicos. Ao contrário do que se possa imaginar, os vocais de Helena não levam o conjunto para o lado sinfônico, mas sim para o lado do Metal Melódico, com influências de gêneros como o Heavy e Prog Metal e até do Death Metal. Faixas como Time Makes Us Free e Rest Warrior já eram uma boa prévia do que estaria para vir em seguida.
The First Petal Falls possibilitou que o conjunto ampliasse seu público, vindo a tocar até na Europa, em festivais na Alemanha e na Bélgica. Além disso, abriu shows para conjuntos importantes no cenário nacional como Tuatha De Danann, Dr. Sin e Mindflow.
Com Eric Zambonini (baixo) e Hélio Valisc (guitarra) nos lugares de Rodrigo Mathias e Ricardo Abatte, a banda partiu para a gravação do primeiro disco, A Tale Of Decadence, lançado em 2011. E a boa impressão passada pelo compacto se confirmou no debut, um ótimo trabalho, que mesclou os estilos já mencionados com grande habilidade, algo que pode ser compreendido pelo fato dos músicos estarem mais experientes. O fato de contar com dois excelentes vocalistas também fez a diferença, sendo que as vozes casaram muito bem. Por falar em voz, em momentos mais suaves, o timbre de Helena Martins lembra um pouco a Simone Simons (Epica). O álbum conta com as participações especiais de Marcelo Carvalho (Hateful) e Danilo Herbert (Mindflow) nas faixas We Are The SameSplendid Cradle, respectivamente, o que serviu para dar mais brilho a tudo. Além das faixas citadas, os destaques vão para Hate, Why Should They Pay? e para a faixa-título.
O disco abriu ainda mais portas para a banda, possibilitando que abrissem shows para nomes como
Tarja Turunen, Delain e The Agonist.
Em 2014, lançam mais um disco marcante: Times Are Change, ainda melhor que seu antecessor e que fez o conjunto alcançar um novo patamar, com uma produção impecável, a cargo de Jean Dolabella (ex-Sepultura) e uma evolução maior, principalmente nos vocais de Guilherme, que estão mais presentes e de forma bastante agradável.
Faixas como Embrace The Pain, Save Me From Myself e If You Only Knew, provam que essa é uma banda que veio pra ficar, num dos melhores discos de Metal Nacional de 2014!


 The First Petal Falls (EP) - 2007

01 - Wept Fears
02 - Time Makes Us Free
03 - Feelings From Deshing
04 - Rest Warrior
05 - Unlesh Me


 A Tale Of Decadence - 2011

01 - The Age Of Decadence
02 - We Are The Same
03 - Splendid Cradle
04 - Fight Back
05 - Dead Eyes
06 - Echoes From War
07 - Hate
08 - Why Should They Pay?
09 - Look At Yourself
10 - I've Had Everything
11 - Unnatural Evolution
12 - Eyes Closed
13 - Berço Esplendido (Bonus Track)


 Times Are Changed - 2014

01 - Times Are Changed
02 - To Your Final Breath
03 - Forgotten
04 - What You Think You Feel
05 - Embrace The Pain
06 - Breathing Again
07 - Changed And Gone
08 - Save Me From Myself
09 - If You Only Knew


domingo, 28 de dezembro de 2014

Roger Glover - Discografia

Roger David Glover nasceu no dia 30 de novembro de 1945 em Brecon, País de Gales. Com dez anos de idade, Roger mudou-se com a família para o sul de Londres. Aos treze já estava fisgado pela música e tocava guitarra. Mais maduro, fundou seu primeiro conjunto, o Madisons ao lado de um grupo de amigos. Tempos mais tarde, o Madisons fundiria-se com outra banda, tornando-se o Episode Six, que além do baixista, contava com Ian Gillan nos vocais.
O trabalho no Episode Six acabou levando Glover e Gillan para o Deep Purple em 1969. Com Glover, o Purple alcançaria sua primeira era de sucessos, com discos como In Rock (1970) e Machine Head (1972), sendo que as contribuições de Gillan e Glover sempre foram reconhecidas como muito importantes para o status que o DP atingiu.
Problemas internos fizeram com que Gillan e Glover deixassem o Deep Purple no fim de 1973. Após deixar o conjunto, Glover mergulhou de cabeça na carreira de produtor musical. Um dos seus maiores desafios na nova empreitada era trabalhar no álbum solo de Jon Lord, que se chamaria The Butterfly Ball And The Grasshopper's Feast, uma Ópera-Rock totalmente inspirada no clássico da literatura infantil de mesmo nome, obra de William Plomer e Richard Fitter.
Jon Lord estava muito ocupado com o seu trabalho no Purple, o que fez com que Roger Glover tomasse as rédeas do projeto no qual se tornaria o principal compositor e seria o pontapé inicial de sua carreira solo. Para gravar o disco, o baixista contou com um time enorme de músicos, sendo os principais: Ray Fenwick (guitarra), Mo Foster (baixo), Eddie Jobson (violino), Jack Emblow (acordeon), Mike Moran (piano), Ann Odell (piano), Les Binks (bateria), Michael Giles (bateria), além do próprio Glover, que tocou baixo, guitarra, percussão, sintetizadores, piano e fez backing vocals.
E para os vocais contribuíram: Helen Chappelle, Barry St. John, Neil Lancaster, John Goodison, Liza Strike, Judi Kuhl, Jimmy Helms, Eddie Hardin, Tony Ashton, John Gustafson e principalmente: Ronnie James Dio, Glenn Hughes, David Coverdale, Mickey Lee Soule (ElfRainbow) e John Lawton (Uriah Heep).
Com nomes desse calibre, obviamente o trabalho foi espetacular, pois além de ser inovador, acabou se tornando uma das pérolas da década de setenta. A faixa Love Is All, que leva a voz de Dio, tornou-se um grande sucesso comercial, sendo a mais popular do álbum.
Em seguida Roger deu andamento da sua carreira como produtor, assinando discos importantes de nomes como: Judas Priest, Nazareth, Elf, Status Quo, Ian Gillan Band e David Coverdale.
Em 1978, lança seu seugndo álbum solo, Elements, inspirado nos quatro elementos e que trazia Liza Strike e Helen Chappelle nos vocais. O foco do álbum é o Rock Progressivo, sendo que a parte instrumental é mais evidenciada.
No ano seguinte, Roger Glover vai para o Rainbow, permanecendo com a banda de 1979 a 1984, ano em que retornaria ao Deep Purple, no qual encontra-se até os dias atuais. Nesse período, ainda arrumou tempo para gravar seu terceiro disco, Mask, lançado em 1984, que vai mais na onda do Hard Rock e que trouxe como novidade Glover nos vocais.
Ao lado do amigo Ian Gillan, lançou o disco Accidentally On Purpose, em 1988, um ótimo álbum que flertava com entre o Hard e o Pop Rock e que alcançou boas vendas, graças à faixa Telephone Box. Além disso, Lonely Avenue fez parte da trilha sonora do filme multipremiado Rain Man.
Após Accidentally On Purpose, o baixista passaria quase quinze anos, antes lançar um novo disco solo. Somente em 2002, ao lado de Randall Bramblett, Warren Haynes e Gillian Glover (sua esposa) lançou o disco Snapshot, com os autores sendo creditados como Roger Glover & The Guilty Party. O álbum é bastante descompromissado, sendo claro que os músicos estavam se divertindo durante as gravações. É um daqueles discos para se ouvir na estrada, durante uma longa viagem, pois flerta de maneira agradável entre o Blues, o Hard e Pop Rock, até com alguns toques de Reggae.
Em 2011, vem seu último álbum solo até o momento e um dos melhores! If Life Was Easy, conta com o pessoal que estava em Snapshot, além das participações especiais de Dan McCafferty e Pete Agnew (Nazareth), além de Mickey Lee Soule e Don Airey (Rainbow).
O disco vai na mesma leva de Snapshot, mas com foco maior no Blues e no Hard Rock, remontando aos bons momentos do Rock setentista, sendo mais um álbum de muito bom gosto, que leva a assinatura de Roger Glover.


 Roger Glover & Guests - The Butterfly Ball And The Grasshopper's Feast - 1974

01 - Dawn
02 - Get Ready (With Glenn Hughes)
03 - Saffron Dormouse & Lizzy Bee (With Helen Chappelle And Barry St. John)
04 - Harlequin Hare (With Neil Lancaster)
05 - Old Blind Mole (With John Goodison)
06 - Magician Moth
07 - No Solution (With Mickey Lee Soule)
08 - Behind The Smile (With David Coverdale)
09 - Fly Away (With Liza Strike)
10 - Aranea (With Judi Kuhl)
11 - Sitting In A Dream (With Ronnie James Dio)
12 - Waiting (With Jimmy Helms)
13 - Sir Maximus Mouse (With Eddie Hardin)
14 - Dreams Of Sir Bedivere
15 - Together Again (With Tony Ashton)
16 -  Watch Out For The Bat (With John Gustafson)
17 - Little Chalk Blue (With John Lawton)
18 - The Feast
19 - Love Is All (With Ronnie James Dio)
20 - Homeward (With Ronnie James Dio)

 Elements - 1978

01 - The First Ring Made Of Clay
02 - The Next A Ring Of Fire
03 - The Third Ring's Watery Flow
04 - The Fourth Rings With The Wind
05 - Finale

Download

  Mask - 1984

01 - Divided World
02 - Getting Stranger
03 - The Mask
04 - Fake It
05 - Dancing Again
06 - (You're So) Remote
07 - Hip Level
08 - Don't Look Down

Download

 Gillan & Glover - Accidentally On Purpose - 1988

01 - Clouds And Rain
02 - Evil Eye
03 - She Took My Breath Away
04 - Dislocated
05 - Via Miami
06 - I Can't Dance To That
07 - Can't Believe You Wanna Leave
08 - Lonely Avenue
09 - Telephone Box
10 - I Thought No
11 - Cayman Island (Bonus Track)
12 - The Purple People Eater (Bonus Track)
13 - Chet (Bonus Track)

Download

 Roger Glover And The Guilty Party Featuring Randall Bramblett - Snapshot - 2002

01 - My Turn
02 - Burn Me Up Slowly
03 - Beyond Emily
04 - Queen Of England
05 - No Place To Go
06 - The Bargain Basement
07 - What You Don't Say
08 - Nothing Else
09 - Could Have Been Me
10 - The More I Find
11 - When It Comes to You
12 - Some Hope
13 - If I Could Fly
14 - It's Only Life

Download

 Roger Glover And The Guilty Party - If Life Was Easy - 2011

01 - Don't Look Now (Everything Has Changed)
02 - The Dream I Had
03 - Moonlight
04 - The Car Won't Start
05 - Boy Of Tricks
06 - If Life Was Easy
07 - Stand Together
08 - Welcome To The Moon
09 - Set Your Imagination Free
10 - When Life Get To The Bone
11 - When The Day Is Done
12 - Get Away (Can't Let You)
13 - Staring Into Space
14 - The Ghost Of Your Smile
15 - Cruel World
16 - Feel Like A King

Download


sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Caninus - Discografia

Se você pensa que já viu de tudo na música pesada, pode ter certeza que algo sempre vai mostrar que você está enganado. O planeta é grande demais, tem pessoas demais, e amantes de Metal demais para que as coisas sigam sempre a mesma linha e para que a gente já tenha visto de tudo. Inclusive, o mundo é grande demais para que apenas seres humanos sejam integrantes de bandas.
É isso mesmo, caso você tenha lido com atenção. O nome dessa banda não é Caninus só como um título. Alguns integrantes fazem jus a isso: são cães!
Pois é, o Caninus é uma banda que segue a linha do Grindcore com elementos de Death Metal, até devido às suas influências, que oscilam entre Terrorizer, Napalm Death, Cannibal Corpse, Malevolent Creation, e por aí vai, composta por Justin Bannan na guitarra, Buddy Bronson no baixo, Rachel Rosen na bateria e, mais interessantemente, duas cadelas PitBull Terrier como vocalistas: Basil e Budgie. Houve muita mudança na formação ao longo dos anos de existência do conjunto, mas essa foi, por sinal, a principal formação.
Formada em 1992 na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, o conjunto permaneceu praticamente anônimo por muitos anos, até somente por volta de 10 anos mais tarde, começarem a ser notados pela mídia, resultando em clamor a nível nacional, até porque a proposta é inusitada.
O primeiro álbum saiu em 2004, intitulado "Now The Animals Have A Voice". Como manda a cartilha do Grindcore, as músicas são rápidas. Contém 14 faixas, mas duração de 11 minutos apenas. E são 11 minutos interessantes! Não é uma sonoridade brutal, deturpante e nojenta, mas é excelente! É legal demais ouvir as cadelas rosnando e latindo, em belíssima sincronia com o instrumental. Provoca muitas risadas, por mais que se entenda a proposta! Muito foda! Se você ouvir alto, o problema vai ser ter que aguentar comentários dos outros... meu pai mesmo falou "sei que é cachorro, mas esses caras que você ouve fazem isso aí mesmo, igualzinho". Fora isso...
Os lançamentos não pararam por aí. Em 2005, lançaram uma split com outra banda de proposta similar, que também durou pouco, o Hatebeak. Ao invés de cães, esse, por sua vez, conta com o papagaio Waldo na linha de frente! O split se chama "Bird Seeds of Vengeance/Wolfpig" e trás conteúdo inédito do Caninus. Mais tarde, ainda naquele ano, outra split com uma grande banda seria lançada: "Cattle Decapitation/Caninus", obviamente em conjunto com o Cattle Decapitation. Novamente, mais excelentes canções inéditas compõem o trabalho.
Chorando de rir até aqui, correto? Provavelmente sim. Agora é pra chorar de respeito pelos membros humanos da banda. As duas PitBull, Basil e Budgie, são cadelas salvas pelos caras dias antes de sofrerem eutanásia. Os rapazes deram uma nova chance na vida das cachorras, cuidaram delas, seguindo fielmente também suas convicções veganas. Colocá-las como vocalistas de uma banda não foi apenas um simples ato de fazer algo diferente do que já havia sido feito até aquele momento, mas um ato de respeito pelos animais, permitindo literalmente que eles tenham voz, possam se expressar. Exatamente por isso o nome do debut é "Agora Os Animais Têm Voz". Linda demais a atitude!
Infelizmente, uma segunda eutanásia não pôde ser evitada para a cadela Basil, que foi diagnosticada com tumor cerebral. A fim de evitar maior sofrimento, ela foi sacrificada em 5 de janeiro de 2011, levando, junto com ela, a banda Caninus. Restaram então esses trabalhos musicais que são fortes em significado, e devem ser ouvidos com o máximo respeito.


 Now The Animals Have A Voice (2004)

01 - Intro
02 - Basil #1
03 - Brindle Brickheads (Unprecedented Ferocity)
04 - Bite The Hand That Breeds You
05 - Studio Guy Gets Pissed
06 - Fear of Dog (Religious Myths)
07 - Budgie #1
08 - New Yorkie Crew (Loyal Like A Stone)
09 - No Dogs, No Masters
10 - Human Rawhide
11 - Misunderstood Machines (Fuck The Media)
12 - Locking Jaws
13 - Canine Core (Demo) (Bonus Track)
14 - Fuck The A.K.C. (Demo) (Bonus Track)


 Bird Seeds of Vengeance/Wolfpig (Split) (2005)

01 - Hatebeak: Bird Seeds of Vengeance
02 - Hatebeak: Bird Bites Dog Cries
03 - Hatebeak: Feral Parrot
04 - Caninus: Abbra Cadaver (Intro)
05 - Caninus: Ecuadorians In Disassociate T-Shirts
06 - Caninus: Canine Incisors
07 - Caninus: God Eat God World
08 - Caninus: Sensationalize: Demonize


 Cattle Decapitation/Caninus (Split) (2005)

01 - Cattle Decapitation: Birth. Cancer. Death.
02 - Cattle Decapitation: No Future
03 - Cattle Decapitation: Chili Dispenser
04 - Cattle Decapitation: The Recapitation of Cattle
05 - Cattle Decapitation: Thrombosis All-In
06 - Cattle Decapitation: Turn On The Masters
07 - Caninus: United States of Emergency
08 - Caninus: Concrete Sniff
09 - Caninus: 11:11 Is A Cult
10 - Caninus: Give Me The Paw
11 - Caninus: Brindle Is As Brindle Does
12 - Caninus: Alien Report
13 - Caninus: Of Epic Contortions
14 - Caninus: What's The Deal With That Dude Who Shot Dimebag?
15 - Caninus: Kill Shelters
16 - Caninus: Victim In Pain (Agnostic Front Cover)


Dancing Flame - Discografia

O Dancing Flame teve seu início em 1995, na cidade de Volta Redonda (RJ) sob o nome de Dirty Woman. Desde o começo, o conjunto investi num som que mesclava o Hard Rock com o Heavy Metal e, além das apresentações no cenário underground, trabalhou na gravação de duas demos: Strike A Blow! de 1996 e Red Moon de 1998. Ambas foram muito bem recebidas pela mídia especializada e, graças à internet, auxiliaram a aumentar a popularidade do conjunto no Brasil e até no exterior.
Com mais bagagem e já com material próprio, o conjunto foi para o estúdio em 2003 e registrou doze faixas para o seu primeiro álbum. Nessa época, mudam seu nome para Dancing Flame.
O tão sonhado debut somente viria a ser lançado em 2009, auto-intitulado, e que contou com  a masterização dos experientes Heros Trench e Marcelo Pompeu (Korzus), enquanto a arte da capa ficou por conta do renomado Gustavo Sazes.
Naquela época, a formação era Adriano Oliveira (vocais), Emerson Mello (guitarra e backing vocals), Glaydson Moreira (guitarra e backing vocals), Kleber Reis (baixo e backing vocals) e Bruno Martini (bateria).
Com destaque para a faixa Sleeples Nights, que acabou sendo escolhida para divulgar o álbum, o primeiro disco agradou o público e a mídia especializada. Os ótimos vocais de Adriano Oliveira combinados com o trabalho das guitarras, claramente inspiradas na NWOBHM, demonstraram todo o potencial do conjunto, que já demostrava alto grau de profissionalismo e cuidado com o material, pois desde a produção até a parte gráfica ficou exemplar.
Em 2012, anunciaram a preparando do segundo disco, intitulado Carnival Of Flames e que contaria com as participações mais do que especiais de Mark Boals (Yngwie Malmsteen) e D.C. Cooper (Royal Hunt). Além disso, o posto de baixista passaria a ser ocupado por Rafael Muniz.
Carnival Of Flames seria finalizado e lançado em 2014 e fez com que o Dancing Flame fosse considerado uma das grandes relevações do Metal Nacional no ano.
Entre os destaques do álbum estão a energética Dreamweaver (cujos vocais de Adriano lembram bastante Geoff Tate), Follow The Sun (que conta com a participação de Mark Boals e que tem vários elementos do Hard Rock clássico, em especial de Kiss), Ronnie (uma homenagem ao mestre Dio), Dry My Tears (que conta com a participação de D.C. Cooper) e a bela balada Fortress Of Belief.
Mais uma vez a arte da capa chamou a atenção, uma das mais bonitas de 2014, obra de Mark Wilkinson, que já fez capas para Marillion, Iron Maiden, Judas Priest, entre outros grandes nomes do Rock e Metal.
Recomendo demais do Dancing Flame, mais um digno representante da nova safra do Metal Nacional!


 Dancing Flame - 2009

01 - Sleepless Nights
02 - Strike A Blow!
03 - Dancing Flame
04 - Lords Of Fire
05 - I Swear
06 - Everybody's Creepin'
07 - Cheap Trick
08 - Windows To Your Soul
09 - Red Moon
10 - Open Your Heart
11 - Vampire Sleep
12 - War Crimes

Download

 Carnival Of Flames - 2014

01 - Carnival Of Flames (Intro)
02 - Dreamweaver
03 - Follow The Sun (With Mark Boals)
04 - Ronnie
05 - Higher Place
06 - Don't Let Me Down
07 - Runaway Soul
08 - Fortress Of Belief
09 - Dry My Tears (With D.C. Cooper)
10 - Warrior's Path
11 - The Highest Hill
12 - Queen Or Clown?
13 - Kalash
14 - Your Heart Must Be Strong
15 - Life Is Like A Wheel

Download



quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Vallenfyre - Discografia

O Vallenfyre é um supergrupo fundado em 2010, na Inglaterra por Gregor Mackintosh do Paradise Lost. Completam o excelente line-up o guitarrista Hamish Glencross (My Dying Bride), o baixista Scoot (Doom, Extinction Of Mankind), o baterista Adrian Erlandsson (At The Gates, The Haunted, Paradise Lost), além do guitarrista Mully, amigo local de Gregor.
Evidentemente que com essa formação, a união dos músicos causou grandes expectativas, o que somente foi reforçado quando informaram que manteriam o trabalho em seus conjuntos originais, mas que o Vallenfyre não seria apenas um projeto, mas uma banda que teria continuidade e que sairiam em turnê.
O primeiro disco veio em 2011, A Fragile King, que trouxe como novidade Gregor Mackintosh nos vocais, algo que jamais havia feito no Paradise Lost. Suas principais influências são Karl Willett (Bolt Thrower), Chuck Schuldiner (Death), Oscar Garcia (Nausea, Terrorizer) e Peter Steele (Carnivore, Type O Negative).
Do título do álbum até a temática e a sonoridade tem como inspiração o pai de Gregor, John, que morreu vítima de um câncer em 2009. Alias, foi justamente para expor o que estava sentindo que o vocalista teve a ideia de criar o Vallenfyre.
A Fragile King é um excelente álbum de Death Metal, com influências de Doom. O som pesado e arrastado tem várias características do My Dying Bride e do Paradise Lost em seu início. A parte virtuosa e técnica dos músicos deu um toque especial nas faixas, pois apesar da timbragem crua e suja, tudo é muito agradável, sendo perfeitamente possível identificar as passagens de cada instrumento. Destaques para Cathedrals Of Dread, Seeds e All Will Suffer
E o disco fica ainda mais interessante, pois nota-se influências do Death Metal sueco do início dos anos 90, em composições como Ravenous Whore e Humanity Wept
Em 2013, o baixista Sam Wallace uniu-se ao conjunto para as apresentações ao vivo e, em 2014, foi a vez do baterista Waltteri Väyrynen dar uma força nos shows. A participação dos dois foi fundamental para que Vallenfyre pudesse excursionar, pois como os membros também tem seus compromissos com as demais bandas, fica quase impossível conciliar as datas.
Ainda em 2014 o conjunto lança seu segundo álbum, Splinters, que além de ser muito bem produzido, reafirmou a fusão perfeita entre o Doom e o Death Metal. Há muito de Entombed nos riffs da dupla Mackintosh e Glencross e a timbragem remonta claramente ao início dos anos 90.
Splinters é um álbum que tem uma mensagem muito forte, passando um sentimento de agonia e sofrimento que transborda em todas as faixas. Apenas para citar alguns destaques, temos as brilhantes Scrabs, Savages Arise, The Wolves Of Sin e faixa-título.
Sem sobras de dúvidas, Gregor cumpriu o seu objetivo, fundando um conjunto que expôs de forma precisa os seus sentimentos, além de reviver de forma magistral aquela sonoridade do Death/Doom dos anos 90, que marcou a música pesada no continente europeu.


 Desecration (EP) - 2011

01 - Desecration
02 - Iconoclast


 A Fragile King - 2011

01 - All Will Suffer
02 - Desecration
03 - Ravenous Whore
04 - Cathedrals Of Dread
05 - As The World Collapses
06 - A Thousand Martyrs
07 - Seeds
08 - Humanity Wept
09 - My Black Siberia
10 - The Divine Have Fled
11 - The Grim Irony
12 - Majesty Dethroned (Bonus Track)


 Splinters - 2014

01 - Scabs
02 - Bereft
03 - Instinct Slaughter
04 - Odious Bliss
05 - Savages Arise
06 - Aghast
07 - The Wolves Of Sin
08 - Cattle
09 - Dragged To Gehenna
10 - Thirst For Extinction
11 - Splinters




quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Mr. Big - Discografia

Após encerrar sua participação na banda de apoio de David Lee Roth, o baixista Willian Roland Sheehan (Billy Sheehan) decidiu formar seu próprio conjunto, com o apoio de sua gravadora. Assim, em 1988, na cidade de Los Angeles, Estados Unidos, tinha início o Mr. Big. Primeiro, veio o vocalista Eric Martin (Eric Martin Band) e, logo em seguida o guitarrista Paul Gilbert (Racer X) e o baterista Pat Torpey.
Já em 1989, vem o primeiro disco, auto-intitulado e que fez grande sucesso. O Hard Rock ainda estava em alta naquele período e faixas como Big Love e Addicted To That Rush tocaram à exaustão nas rádios. Mas, por incrível que pareça, o disco fez mais sucesso no Japão do que nos Estados Unidos. No ano seguinte, excursionaram como banda de abertura para o Rush.
O próximo passo foi o lançamento do segundo álbum, Lean Into It, em 1991 e que obteve ótimas vendas, amparadas em faixas como Lucky This Time e a balada To Be With You. A última foi tocada por todas as rádios e teve seu video exibido inúmeras vezes, o que somente atraiu mais fãs para o conjunto, mas acabou dando uma ideia errada de que apenas eram bons com faixas mais comerciais, o que não era verdade, principalmente se for levado em conta o talento absurdo dos músicos.
Além de To Be With You, os disco ainda tinha os mega hits Just Take My Heart e Green -Tinted Sixties Mind. Com elas, Lean Into It atingiu um sucesso mundial, sendo o mais vendido em quinze países.
O sucesso rendeu duas turnês no Reino Unido, sendo a última em 1992, qunado abriram três shows para o Aerosmith na Wembley Arena, em Londres.
Em 1993, vem Bump Ahead, considerado por todos o melhor da carreira do Mr. Big, sendo o ápice tanto na parte instrumental, quanto nas composições, sendo que algumas delas conseguiram expor o lado virtuoso do conjunto. Faixas como Colorado Bulldog, The Whole World Is Gonna Know, Wild World (cover de Cat Stevens), Nothing But Love e Mr. Big (cover do Free), estão presentes nos shows da banda até os dias atuais.
Na turnê de Bump Ahead, o conjunto tocou no Brasil para um público de cem mil pessoas no M2000 Summer Fest.
Hey Man, de 1996, não fez um sucesso tão grande e começou a evidenciar o declínio do conjunto. Mais uma vez o Japão torna-se a exceção, com o álbum atingindo boas vendas. Se Hey Man não é um trabalho brilhante, há bons momentos como nas faixas Trapped In Toyland e Goin' Where The Wind Blows.
Paul Gilbert deixa a banda em 1997, sendo substituído por Richie Kotzen (ex-Poison), que já participa da gravação do próximo disco, Get Over It, que sai em 1999. O álbum não atingiu o resultado esperado e, além das baixas vendas, as críticas não foram boas.
Actual Size, de 2001, seguiu na mesma linha de seu antecessor e não fez sucesso. Para piorar as coisas, Billy Sheehan criticou publicamente o trabalho e acabou sendo demitido.
Com os ânimos apaziguados, Billy foi convidado para retornar ao Mr. Big, o que acabou se concretizando e o conjunto saiu em uma última turnê de despedida, vindo a encerrar suas atividades em 2002.
Em 2003, Billy Sheehan, Richie Kotzen e Pat Torpey resolvem fazer um tributo ao Mr. Big, com a participação de nomes como Paul Rodgers (Free)Joe Lynn Turner (Rainbow)Marty Friedman (Megadeth)Glenn Hughes (Trapeze, Deep Purple), Ann Wilson (Heart), Yngwie MalmsteenJohn Waite (Bad English), Lanny Cordola (House Of Lords), Steve Lukather (Toto), Matt Sorum (The Cult, Guns N' Roses, Velvet Revolver), Keanu Reeves (Dogstar, é o ator mesmo, que toca baixo na faixa Shine), entre outros.
Em maio de 2008, Paul Gilbert foi acompanhado no palco por Pat Torpey, Richie Kotzen e Billy Sheehan na House Of Blues em Los Angeles. Depois do encontro, eles contataram Eric Martin e o Mr. Big voltou à ativa com os quatro membros originais (Paul, Eric, Pat e Billy).
O primeiro fruto do retorno foi What If..., que saiu em 2011 e cumpriu bem o seu papel. Embora não possua nenhum hit, o disco trouxe de maneira eficiente o som que o Mr. Big fazia em seu passado, com destaques para UndertowOnce Upon A Time.
Para o álbum seguinte, Pat Torpey não pode tocar bateria, em razão de estar sofrendo com a doença de parkinson, o que fez com o que o disco fosse gravado com uma bateria programada.
No segundo semestre de 2014, veio ...The Stories We Could Tell, que mostrou que a banda ainda consegue manter um bom nível, em especial Eric Martin que se destaca em todo o trabalho. Infelizmente, mais uma vez não temos uma faixa arrasa quarteirão e a maioria das composições é mediana. Ainda assim, I Forget To Breathe", The Monster In Me, Cinderella Smile, Satisfied e What If We Were New?, deixam qualquer fã do conjunto satisfeito.
Para a próxima turnê, anunciaram que vão contar com os serviços de Matt Starr, que já tocou bateria na banda de Ace Frehley.
O Mr. Big é aquela banda difícil de entender, pois tem músicos muito acima de média, ótimos compositores, mas que acabou fazendo sucesso e ficando marcado pelas belas baladas que lançou ao longo de sua carreira.


 Mr. Big - 1989

01 - Addicted To That Rush
02 - Wind Me Up
03 - Merciless
04 - Had Enough
05 - Blame It On My Youth
06 - Take A Walk
07 - Big Love
08 - How Can You Do What You Do
09 - Anything For You
10 - Rock & Roll Over
11 - 30 Days In The Hole (Bonus Track)

Download

 Live! Raw Like Sushi - 1990

01 - Blame It On My Youth
02 - How Can You Do What You Do
03 - Merciless
04 - Rock & Roll Over - Paul Gilbert Solo
05 - Take A Walk
06 - Addicted To That Rush

 Lean Into It - 1991

01 - Daddy, Brother, Lover, Little Boy (The Electric Drill Song)
02 - Alive And Kickin'
03 - Green-Tinted Sixties Mind
04 - CDFF-Lucky This Time
05 - Voodoo Kiss
06 - Never Say Never
07 - Just Take My Heart
08 - My Kinda Woman
09 - A Little Too Loose
10 - Road To Ruin
11 - To Be With You
12 - Love Makes You Strong (Japan Bonus Track)

Download

 Mr. Big Live - 1992

01 - Daddy, Brother, Lover, Little Boy (The Electric Drill Song)
02 - Alive And Kickin'
03 - Green-Tinted Sixties Mind
04 - Just Take My Heart
05 - A Little To Loose
06 - Road To Ruin
07 - CDFF - Lucky This Time
08 - Addicted To The Rush
09 - To Be With You
10 - 30 Days In The Hole
11 - Shy Boy

 Live! Raw Like Sushi II - 1992

01 - Daddy, Brother, Lover, Little Boy (The Electric Drill Song)
02 - Voodoo Kiss
03 - A Little Too Loose
04 - Road To Ruin - Guitar Solo
05 - CDFF-Lucky This Time - Bass Solo
06 - Shy Boy
07 - Woman From Tokyo - Baba O' Reilly

Download

 Bump Ahead - 1993

01 - Colorado Bulldog
02 - Price You Gotta Pay
03 - Promise Her The Moon
04 - What's It Gonna Be
05 - Wild World
06 - Mr. Gone
07 - The Whole World's Gonna Know
08 - Nothing But Love
09 - Temperamental
10 - Ain't Seen Love Like That
11 - Mr. Big
12 - Long Way Down (Japan Bonus Track)

 Japandemonium (Raw Like Sushi III) (Live) - 1994

01 - Colorado Bulldog
02 - Price You Gotta Pay
03 - Temperamental
04 - Green-Tinted Sixties Mind
05 - Wind Me Up
06 - Wild World
07 - Paul's Solo
08 - Nothing But Love
09 - Billy's Solo
10 - To Be With You
11 - Promise Her The Moon
12 - Mr. Big
13 - Seven Impossible Days (Studio Bonus Track)
14 - I've Learned My Lesson (Studio Bonus Track)


 Hey Man - 1996

01 - Trapped In Toyland
02 - Take Cover
03 - Jane Doe
04 - Goin' Where The Wind Blows
05 - The Chain
06 - Where Do I Fit In
07 - If That's What It Takes
08 - Out Of The Underground
09 - Dancin' Right Into The Flame
10 - Mama D.
11 - Fool Us Today
12 - Tears (Japan Bonus Track)

Download

 Channel V - Live At The Hard Rock Cafe - 1996

01 - Alive And Kickin'
02 - Green-Tinted Sixties Mind
03 - Where Do I Fit In-
04 - Jane Doe
05 - Goin' Where The Wind Blows
06 - Take A Walk
07 - Voodoo Kiss
08 - The Chain
09 - Wild World
10 - Take Cover
11 - To Be With You
12 - Daddy, Brother, Lover, Little Boy (The Electric Drill Song)

Download

 Big Bigger, Biggest! The Best Of Mr. Big (Compilation) - 1996

01 - Addicted To That Rush
02 - Rock & Roll Over
03 - Green-Tinted Sixties Mind
04 - To Be With You
05 - Just Take My Heart
06 - Daddy, Brother, Lover, Little (The Electric Drill Song)
07 - Wild World
08 - Colorado Bulldog
09 - Promise Her The Moon
10 - Nothing But Love
11 - Take Cover
12 - Goin' Where The Wind Blows
13 - Seven Impossible Days
14 - Not One Night (Prev. Unreleased)
15 - Unnatural (Prev. Unreleased)
16 - Stay Together (Prev. Unreleased)

Download

 Live At Budokan - 1997

01 - Intro Piano
02 - Trapped In Toyland
03 - Take Cover
04 - Green-Tinted Sixties Mind
05 - Jane Doe
06 - Medley: Bass Intro/Had Enough/Big Love/Take A Walk/Merciless
07 - Out Of The Underground
08 - Alive And Kickin'
09 - Whole World's Gonna Know
10 - Road To Ruin
11 - What's It Gonna Be
12 - Fool Us Today
13 - Addicted To That Rush
14 - Suffragette City
15 - Livin' Like A Dog
16 - Ain't Seen Love Like That


 Get Over It - 1999

01 - Electrified
02 - Static
03 - Hiding Place
04 - Superfantastic
05 - A Rose Alone
06 - Hole In The Sun
07 - How Does It Feel
08 - Try To Do Without It
09 - Dancin' With My Devils
10 - Mr. Never In A Million Years
11 - My New Religion
12 - Water Over The Bridge (Japan Bonus Track)

Download

 Deep Cuts - The Best Of The Ballads (Compilation) - 2000

01 - Where Are They Now?
02 - I Will Leave It Up To You
03 - Had Enough
04 - Promise Her The Moon
05 - Just Take My Heart
06 - Superfantastic
07 - You Don't Have To Be Strong
08 - Anything For You
09 - Wild World
10 - Ain't Seen Love Like That
11 - Dancin' Right Into The Flame
12 - The Chain
13 - Goin' Where The Wind Blows
14 - If That's What It Takes
15 - To Be With You


 Actual Size - 2001

01 - Lost In America
02 - Wake Up
03 - Shine
04 - Arrow
05 - Mary Goes 'Round
06 - Suffocation
07 - One World Away
08 - I Don't Want To Be Happy
09 - Crawl Over Me
10 - Cheap Little Thrill
11 - How Did I Give Myself Away
12 - Nothing Like It In The World
13 - Deep Dark Secret (Japan Bonus Track)


 In Japan (Live) - 2002

01 - Intro
02 - Lost In America
03 - Daddy, Brother, Lover, Little Boy
04 - Shine
05 - Price You Gotta Pay
06 - Superfantastic
07 - Alive And Kickin'
08 - Suffocation
09 - Static
10 - Dancin' With My Devils
11 - To Be With You
12 - Electrified
13 - Addicted To That Rush
14 - Blame It On My Youth

Download

 Influences And Connections - Volume One (Mr. Big Tribute) - 2003

01 - Mr. Big (Paul Rodgers, Billy Sheehan, Pat Torpey e Richie Kotzen)
02 - Take Cover (Doug Pinnick, Chuck Wright, Pat Torpey, Lanny Cordola e Ty Tabor)
03 - Colorado Bulldog (Joe Lynn Turner, Chuck Wright, Pat Torpey, Lanny Cordola, Marty Friedman e Billy Sheehan)
04 - Wild World (John Waite, Chuck Wright, Pat Torpey, Lanny Cordola, Richie Kotzen e Debbie Holiday)
05 - Price You Gotta Pay (Glenn Hughes, Chuck Wright, Pat Torpey, Lanny Cordola e Steve Lukather)
06 - Promise Her The Moon (Ann Wilson, Chuck Wright, Pat Torpey e Lanny Cordola)
07  - Addicted To That Rush (Billy Sheehan, Chuck Wright, Pat Torpey, Richie Kotzen e Teddy "Zig Zag" Andreadas)
08 - Just Take My Heart (Mickey Thomas, Chuck Wright, Pat Torpey, Lanny Cordola, Gene Black e Billy Sheehan )
09 - Shine (Brett Damrose, Keanu Reeves, Pat Torpey e Lanny Cordola e Stevie Salas)
10 - Crawl Over Me (Pat Torpey, Chuck Wright, Matt Sorum e Lanny Cordola).
11 - To Be With You (Richie Kotzen, Chuck Wright, Pat Torpey, Lanny Cordola, Gene Black e Stevie Salas)
12 - Green-Tinted Sixties Mind (Donnie Vie, Chuck Wright, Pat Torpey, Lanny Cordola e Gene Black)
13 - Daddy, Brother, Lover, Little Boy (Joe Lynn Turner, Tim Bogart, Pat Torpey, Lanny Cordola, Yngwie Malmsteen e Billy Sheehan).


 Greatest Hits - 2004

01 - Addicted To That Rush
02 - Big Love
03 - Take A Walk
04 - Strike Like Lightning
05 - Green-Tinted Sixties Mind
06 - Daddy, Brother, Lover, Little Boy (The Electric Drill Song)
07 - Alive And Kickin'
08 - Just Take My Heart
09 - To Be With You
10 - Wild World
11 - Colorado Bulldog
12 - Pricce You Gotta Pay
13 - Take Cover
14 - Dancin' With My Devils
15 - Superfantastic
16 - Shine
17 - Suffocation

 Back To Budokan (Live) - 2009

CD 01

01 - Daddy, Brother, Lover, Little Boy (The Electric Drill Song)
02 - Take Cover
03 - Green-Tinted Sixties Mind
04 - Alive And Kickin'
05 - Next Time Around
06 - Hold Your Head Up
07 - Just Take My Heart
08 - Temperamental
09 - It's For You Mars
10 - Pat Torpey Drum Solo
11 - Price You Gotta Pay
12 - Stay Together
13 - Wild World
14 - Goin' Where The Wind Blows
15 - Take A Walk

CD 02

01 - Paul Gilbert Guitar Solo
02 - Paul Gilbert & Billy Sheehan Duo
03 - Double Human Capo
04 - The Whole World's Gonna Know
05 - Promise Her The Moon
06 - Rock & Roll Over
07 - Billy Sheehan Bass Solo
08 - Addicted To That Rush
09 - Introducing The Band
10 - To Be With You
11 - Corolado Bulldog
12 - Smoke On The Water
13 - I Love You Japan
14 - Baba O'riley
15 - Shy Boy
16 - Next Time Around (Studio)
17 - Hold Your Head Up (Studio)

Download

 Next Time Around (Compilation) - 2009

01 - Next Time Around
02 - Daddy, Brother, Lover, Little boy
03 - Green-Tinted Sixties Mind
04 - To Be With You
05 - Addicted To That Rush
06 - Stay Together
07 - Colorado Bulldog
08 - Nothing But Love
09 - Just Take My Heart
10 - Anything For You
11 - Alive And Kickin'
12 - Promise Her The Moon
13 - Rock & Roll Over
14 - Goin' Where The Wind Blows
15 - Take A Walk
16 - Hold Your Head Up (Remastered Version)

Download

 Live From The Living Room - 2011

01 - Opening
02 - Undertow
03 - Still Ain't Enough For Me
04 - As Far As I Can See
05 - Voodoo Kiss
06 - Take Cover
07 - Around The World
08 - Stranger In My Life
09 - All The Way Up
10 - To Be With You
11 - Nobody Left To Blame

Download

 What If... - 2011

01 - Undertow
02 - American Beauty
03 - Stranger In My Life
04 - Nobody Takes The Blame
05 - Still Ain't Enough For Me
06 - Once Upon A Time
07 - As Far As I Can See
08 - All The Way Up
09 - I Won't Get In My Way
10 - Around The World
11 - I Get The Feeling
12 - Unforgiven (Bonus Track)

 Raw Like Sushi 100 (Live) - 2012

CD 01

01 - Undertow
02 - American Beauty
03 - Daddy, Brother, Lover, Little Boy
04 - Green-Tinted Sixteens Mind
05 - Take Cover
06 - I Won't Get In My Way
07 - Stranger In My Life
08 - Once Upon The Time
09 - A Little Too Loose
10 - Road To Ruin
11 - Still Ain't Enough For Me
12 - Just Take My Heart
13 - Merciless
14 - Paul Gilbert's Guitar Solo
15 - I Get The Feeling

CD 02

01 - Where Do I Fit In
02 - The World Is On The Way
03 - Voodoo Kiss
04 - Carry On
05 - Around The World
06 - All The Way Up
07 - As Far As I Can See
08 - Billy Sheehan's Bass Solo
09 - Addicted To That Rush
10 - To Be With You
11 - Colorado Bulldog
12 - 30 Days In The Hole
13 - Baba O'riley
14 - The World Is On The Way


 ...The Stories We Could Tell - 2014

01 - Gotta Love The Ride
02 - I Forget To Breathe
03 - Fragile
04 - Satisfied
05 - The Man Who Has Everything
06 - The Monster In Me
07 - What If We Were New?
08 - East/West
09 - The Light Of Day
10 - Just Let Your Heart Decide
11 - It's Always About That Girl
12 - Cinderella Smile
13 - The Stories We Could Tell
14 - Addicted To That Rush (Live) (Bonus Track)

Download