Social Icons

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

The Rods - Discografia

Lá trás, mais precisamente no ano de 1967, surgia nos Estados Unidos uma banda que até hoje não é tão conhecida pelo grande público apreciador da música pesada, mas um de seus integrantes viria a se tornar uma das maiores lendas da história do Heavy Metal. Me refiro ao Elf, inicialmente chamado de The Electric Elves, que contava com o ilustre Ronnie James Dio no vocal e baixo, David Feinstein na guitarra, Gary Driscoll nas baquetas e Mickey Lee Soule no piano e órgão. A banda lançaria três álbuns de estúdio antes de paralisar suas atividades em 1975 e Dio seguir seu caminho ao topo, passando por bandas como Rainbow e Black Sabbath. No entanto, um detalhe que poucos se atentam é que o Elf deixou mais um filho, apesar de não muito reconhecido. E dos bons.
A família de Ronnie James Dio é, por sinal, abençoada pelo dom de fazer Rock 'n' Roll. Isso porque o guitarrista David Feinstein, seu companheiro de banda da época do Elf, é também seu primo. O desconhecimento desse detalhe pode reduzir o interesse de muitos em buscar o que esse cara veio a criar depois do Elf.
Feinstein não ficou parado após a paralisação da banda com seu primo. Entre especulações sobre retorno lá e cá (que não se concretizaram), não tardou tanto assim para que uma nova banda nascesse.
Essa nova banda surgiu em Cortland, Nova Iorque, no ano de 1978, e se chama The Rods. Compreendendo David Feinstein na guitarra e também no vocal (excelente, com drives e ocasionais rasgados totais), Stephen Starmer no baixo e Carl Canedy na bateria, a nova banda seguiria uma linha um tanto diferente do que era tocado no Elf, mas se aproveitando da mesma veia de Rock antigo, setentista, de fácil relacionamento a bandas como Led Zeppelin e Deep Purple.
O álbum debut chegou em 1980 sob o título "Rock Hard". Originalmente lançado de forma independente, é um disco excelente, mas meio que com o pé no freio, não tão agitado. A sonoridade é expressa por meio de um característico Hard Rock setentista, e as letras, pra variar, são os clichês antigos como sexo, drogas, mulheres, Rock 'n' Roll.
Rapidamente, em 1981, o The Rods conquistou um contrato com o selo Arista Records, que relançou o primeiro álbum reorganizando a ordem das faixas, excluindo algumas e acrescentando outras, e nomeando-o com o nome da banda. Nesse ano, também, uma das poucas alterações na formação aconteceram em decorrência da saída do baixista Stephen Starmer para a entrada de Gary Bordonaro.
O terceiro álbum (também considerado o segundo álbum da banda devido ao fato de que a Arista Records apenas relançou o debut) chegou num ligeiro período de um ano. "Wild Dogs" foi lançado em 1982 e começou a apresentar um maravilhoso Hard Rock mais pesado, fundido a bem-vindas impressões de Heavy Metal. O maior astral das canções e o maior peso afetaram também o vocal de David Feinstein, que canta com mais vontade e rasga mais.
Mantendo o pique de lançamento de um álbum por ano, a sequência prossegue com a chegada de "In The Raw" em 1983, agora lançado através da Shrapnel Records. Não apenas o pique de lançamento se mantém a todo vapor, mas o pique da sonoridade também, que preserva todo o direcionamento dos antecessores. Mil novecentos e oitenta e três também foi o ano de lançamento do primeiro disco ao vivo do power trio, chamado simplesmente "Live" e distribuído pela Combat Records.
No ano seguinte é a vez do excelente "Let Them Eat Metal" chegar às prateleiras, agora via o poderoso selo Roadrunner Records. Aqui a abordagem é um pouco mais pesada. Em algumas músicas, o ritmo é mais pegado. Em outras, o Hard Rock flerta mais com algo próximo ao Glam Metal. Ainda assim, não se desvia tanto do que sempre foi feito.
Pela primeira vez levando dois anos para lançar um álbum, "Heavier Than Thou" foi lançado apenas em 1986 pela Passport Records. A demora provavelmente se deve a uma estranha mudança na formação da banda. O impacto dessas mudanças puderam ser sentidos na musicalidade do álbum. Agora, David Feinstein não mais era vocalista; dedicava-se apenas à guitarra. O posto de vocal ficou por conta de "Shmoulik" Avigal. Outro acréscimo foi o da tecladista Emma Zale. Além disso, o baixista Gary Bordonaro não mais fazia parte da banda. Sua posição foi ocupada por Craig Gruber, mas ainda assim, Gary gravou o baixo da faixa "Make Me A Believer". O impacto das mudanças foi muito positivo, pois resultou em um álbum de pegada ainda mais acelerada e os arranjos de teclado encorparam determinadas passagens das canções, só que sem exagerar, não sendo sempre evidente, mas apenas nos momentos de clímax. Enquanto não tão evidente, ele está ali sustentando o background.
Infelizmente o The Rods encerrou suas atividades em 1987, mas especulações sobre um possível retorno sempre existiram. Os boatos se concretizaram quando em 2008 o conjunto anunciou que se reuniriam a lançariam um novo trabalho. Renasceram como o power trio histórico, compreendendo David Feinstein no vocal e guitarra, Gary Bordonaro no baixo e Carl Canedy na bateria e, confirmando o retorno, apresentaram-se no Rock Fest em Lillehammer, na Noruega, e os trabalhos de composição então recomeçaram.
Coroando a volta do The Rods, o álbum "Vengeance" chegou em 2011 através do selo Niji Entertainment Group. Trata-se de um disco cuja energia enche os olhos. É um Hard Rock empolgante, trás frequentes solos de guitarra, mas o vocal de David Feinstein demonstra ter sofrido um pouco com os anos, pois, como geralmente acontece com vocalistas que utilizam muito a técnica do drive, seu vocal está rouco e muitas vezes as passagens mais agudas são um pouco estranhas aos meus ouvidos. Ainda assim, o trabalho é excelente, e ainda tem a cereja no bolo: a participação de Ronnie James Dio na faixa "The Code". Evidentemente, a faixa foi gravada antes de sua morte, que aconteceu em maio de 2010.
Atualmente existe a expectativa de lançamento de um oitavo álbum de estúdio, pois uma single intitulada "Great Big Fake Ones" saiu em 2014.
Certamente, o The Rods é uma verdadeira pérola injustamente desconhecida pela grande maioria. Não há dúvidas de que quem gosta de um bom Hard Rock tradicional, uma boa pegada antiga, vai se perguntar por que não conheceram esses caras antes ou por que não ficaram tão conhecidos no mainstream. Som foda, de muita qualidade, como se fosse algo genético.


 Rock Hard (1980)

01 - Sit Down Honey
02 - Music Man
03 - In Your Panties
04 - Power Love
05 - Roll With The Night
06 - Hungry For Some Love
07 - Get Ready To Rock 'n' Roll
08 - Crank It Up
09 - Rock Hard
10 - Gettin' Higher
11 - You Better Run
12 - Woman


 The Rods (1981)

01 - Power Lover
02 - Crank It Up
03 - Hungry For Some Love
04 - Music Man
05 - Woman
06 - Nothing Going On In The City (Wild Honey Cover)
07 - Get Ready To Rock 'n' Roll
08 - Ace In The Hole
09 - Rock Hard
10 - Roll With The Night
11 - Getting Higher (Bonus Track)
12 - Wings of Fire (Bonus Track)


 Wild Dogs (1982)

01 - Too Hot To Stop
02 - Waiting For Tomorrow
03 - Violation
04 - Burned By Love
05 - Wild Dogs
06 - You Keep Me Hangin' On (The Supremes Cover)
07 - Rockin' and Rollin' Again
08 - End of The Line
09 - No Sweet Talk, Honey
10 - The Night Lives To Rock


 In The Raw (1983)

01 - Hurricane
02 - Can't Get Enough of The Fun
03 - Witches' Brew
04 - Go For Broke
05 - Hot Love
06 - Hot City
07 - Street Fighter
08 - Evil Woman
09 - Hold On For Your Life
10 - Another Night On The Town
11 - In Your Panties (Instrumental) (Bonus Track)
12 - Stay On Top (Rehearsal) (Bonus Track)
13 - Nothing Going On In The City (Live) (Wild Honey Cover) (Bonus Track)
14 - Whole Lotta Led (Medley) (Bonus Track)
15 - End of The Line (Live) (Bonus Track)


 Live (Live) (1983)

01 - I Live For Rock 'n' Roll
02 - Hellbound
03 - Born To Rock
04 - The Viper
05 - Violation
06 - Speed Demon
07 - Hurricane
08 - Devil's Child
09 - Rabid Thunder
10 - Cold Sweat and Blood
11 - Record World Radio Spot (Bonus Track)
12 - Sit Down Honey (Bonus Track)
13 - Ace In The Hole (Bonus Track)
14 - Long Road (Bonus Track)
15 - WAAF Radio Spot & Interview (Bonus Track)


 Let Them Eat Metal (1984)

01 - Let Them Eat Metal
02 - White Lightning
03 - Nuclear Skies
04 - Rock Warriors
05 - Bad Blood
06 - She's So Tight
07 - Got The Fire Burnin'
08 - I'm A Rocker
09 - She's Such A Bitch
10 - You'd Better Run (Bonus Track)
11 - Life On The Edge (Bonus Track)
12 - Evil Woman/Popeye's Drum Solo (Live) (Bonus Track)
13 - Too Hot To Stop (Live) (Bonus Track)


 Heavier Than Thou (1986)

01 - Heavier Than Thou/Make Me A Believe
02 - Angels Never Run
03 - Crossfire
04 - I'm Gonna Rock
05 - She's Trouble
06 - Born To Rock
07 - Chains of Love
08 - Communication Breakdown (Led Zeppelin Cover)
09 - Fool For Your Love
10 - Cold Sweat and Blood
11 - The Music Man


 Vengeance (2011)

01 - Raise Some Hell
02 - I Just Wanna Rock
03 - Rebels Highway
04 - Ride Free Or Die
05 - The Code (feat. Ronnie James Dio)
06 - Livin' Outside The Law
07 - Let It Ripp
08 - Fight Fire With Fire
09 - Madman
10 - Runnin' Wild
11 - Vengeance


 Great Big Fake Ones (Single) (2014)

01 - Great Big Fake Ones


Um comentário: