Social Icons

quinta-feira, 27 de março de 2014

Anette Olzon - Discografia Comentada

Anette Ingegerd Olsson, nasceu no dia 21 de junho de 1971, em Katrineholm, Suécia. O contato dela com a música começou dentro de sua casa, quando aos oito anos de idade começou a tocar oboé, obrigada por sua mãe. Anette participava de apresentações ao lado da banda de sua genitora, já se arriscando como vocalista em algumas ocasiões.
Aos dezessete anos, Anette entrou para a banda Take Cover, mas sua participação durou pouco tempo.
Em razão do seu grande talento, a vocalista participou da ópera rock/musical Gränsland em Helsingborg. Após despontar nas apresentações de teatro, a vocalista passou a integrar a banda de Pop-Rock, Alyson Avenue, sendo que de início, participaria apenas dos trabalhos em estúdio, mas logo em seguida, assumiu o posto em definitivo.
Anette permaneceu com a banda até 2007, quando sua vida mudou totalmente, em razão de sua entrada no Nightwish, como substituta de Tarja Turunen.
Apesar das injustas comparações e das inúmeras críticas que recebeu, a vocalista conseguiu se estabilizar na banda e participou dos ótimos Dark Passion Play de 2007 e Imaginaerum de 2011. Quando tudo parecia caminhar bem e a banda preparava o lançamento de um documentário com imagens da turnê mundial de promoção do último disco, em 2012, Anette foi dispensada pela banda de forma repentina. Além disso, os assessores de Anette notificaram a banda de que vocalista havia proibido a utilização de qualquer imagem sua no documentário.
Às pressas a banda quebrou o galho com Elize Ryd (Amaranthe) e Alissa White-Gluz (Arch Enemy, ex-The Agonist), até encontrar em Floor Jansen (ex-After Forever e ReVamp) a substituta ideal.
Já Anette anunciou que partiria para a carreira solo, sendo que já vinha compondo desde 2009 e chegou à gravar uma demo em 2011, mas o lançamento do álbum havia sido adiado justamente pela turnê mundial do Nightwish.
O primeiro álbum de Anette foi lançado em 2014, chamado Shine. Por se tratar de um material autoral, é possível observar que Anette está mais solta, utilizando sua voz de uma forma ainda melhor.
Shine é um disco que tem uma atmosfera bem introspectiva, triste, o que serviu positivamente para destacar o talento de Anette.
É difícil rotular o estilo do disco, mas pra mim, se enquadra melhor no Alternative Rock, lembrando em alguns momentos a fase mais moderna do Anathema.
Sem dúvidas, o disco ajuda à mostrar um lado diferente da vocalista, mas para aqueles que conseguiram enxergar o talento dela enquanto esteve no Nightwitsh, o álbum é apenas uma afirmação de que ela poderia ter contribuído ainda mais com os trabalhos de sua ex-banda.

|    Official Website    |    Facebook Page    |    YouTube Channel    |


 Shine (2014)

01 - Like A Show Inside My Head
02 - Shine
03 - Floating
04 - Lies
05 - Invincible
06 - Hear Me
07 - Falling
08 - Moving Away
09 - One Million Faces
10 - Watching Me From Afar

Ouvir (Spotify)

Nenhum comentário:

Postar um comentário