Social Icons

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Toxic Holocaust - Discografia

Thrash Metal não é exatamente o gênero metálico que eu penso em ouvir a maior parte do tempo, embora muito aprecie várias bandas do estilo. Afinal, apesar de, honestamente, ser um dos gêneros mais limitados e repetitivos de todo o Metal (onde uma banda soa exatamente como outra), também conta com bandas que têm identidade, fazem diferente, ousam acrescentar novas fórmulas ou elementos na musicalidade, ou até mesmo fazem melhor aquilo que já existe do que outras bandas.
Mesmo com as intempéries das limitações do estilo, o Thrash Metal é uma das vertentes mais relevantes, com uma das maiores redes de adeptos em todo o mundo, facilmente identificados por seus coletes cheios de patches. E para se apreciar o gênero, é também necessário ter em mente que ele é uma válvula de escape para aqueles que querem se livrar de pressões, sair da realidade, de si. É um gênero que, tradicionalmente, simboliza a raiva, a crítica social e política, a revolta, bem como, até mesmo, assuntos científicos (geralmente abordados de forma maléfica). Com essas características, o público afetado acaba por ser grande, público esse que gosta e procura algo que atribui ao Metal todas as suas características tradicionais e raivosas.
Para mim não importam muito as letras, ou quanta ira a musicalidade passa. Importa somente se me agrada. Existem vários modos de se executar o Thrash Metal, bem como de se fazer fusões com outros estilos, coisa que frequentemente acontece no cenário. Gosto muito do tradicionalismo da Bay Area, mas também dou muita atenção aos híbridos.
Toxic Holocaust é uma dessas bandas que misturam diferentes vertentes - tendo como base o Thrash Metal - que eu curto pra cacete. O projeto é famoso até mesmo entre os que não são tão próximos da vertente, mesmo que apenas de nome. A fama é justificada por uma foderosa mescla de Thrash Metal, Crossover (Punk, Hardcore, Thrash), Black Metal, adornados com uma característica Speed que torna a musicalidade esmagadora e ladra de fôlego.
A sonoridade não sofre muita variação ao longo de seus cinco álbuns lançados até o momento, então não há muita peculiaridade para destacar nesse sentido em cada um deles. Todos seguem o mesmo sólido, rígido e explosivo direcionamento: instrumentos tocando freneticamente pesados e velozes (heranças das raízes do Crossover e Speed) em aliança às características vocais de Joel Grind, tomadas do Black Metal. Em análise melhor entendível, é como um Municipal Waste cantado em gutural rasgado. É matador, foderoso e empolgante!
Embora o Toxic Holocaust seja originalmente conhecido como uma "one-man-band" solo do multi-instrumentista Joel Grind, nem sempre a coisa foi assim, e não me refiro aos tempos atuais, uma vez que, desde 2008, a banda conta com Philthy Gnaast no baixo e, desde 2009, com Nikki Rage na bateria (desafogando Joel e liberando-o para se preocupar apenas com os vocais e guitarra). O projeto teve início em 1999, em PortlandOregon, nos Estados Unidos, quando Joel Grind e mais dois amigos (cujos nomes são desconhecidos) resolveram passar um som. O trio rapidamente trabalhou junto em seu primeiro lançamento, e o resultado foi a demo "Radiation Sickness", que saiu no mesmo ano, mas não creditada com esses dois membros. Apenas diz que Joel se ocupou com o vocal e a guitarra. Todavia, por sinal, problemas se sucederam, os dois integrantes foram expulsos, e o Toxic Holocaust entrou em hiato.
Após dois anos, Joel Grind resolveu voltar a compôr materiais musicais, sozinho em seu quarto. Com isso, resolveu reativar o Toxic Holocaust e fazer do projeto algo plenamente solo.
Para promover seu trabalho, Joel começou a lançar materiais split em parceria com outras bandas, algo que acontece com frequência ao longo da trajetória da banda (até por isso essa postagem é cheia disso). Lançou entre 2001 e 2002 uma demo chamada "Critical Mass" e duas splits ao lado de Oprichniki e Hellacaust.
A qualidade do som da banda chamou a atenção do selo Witches Brew, com quem assinou e lançou o debut "Evil Never Dies", em 2003. Já com um bom número de músicas autorais no repertório, Joel começou a tocar ao vivo com maior frequência. Nessa ocasião, sempre contava com membros contratados para acompanhá-lo em palco.
Até "Hell On Earth" ser lançado em 2005 (via Nuclear War Now! Produtions), mais uma cacetada de splits e compilações foram lançadas envolvendo o Toxic Holocaust, e a mesma história se repete até "An Overdose of Death...", lançado através da Relapse Records em 2008. Apesar dos grandiosos resultados nos álbuns, que são muito fodas, a composição deles foi sempre bem simples: sempre sozinho, sempre no quarto, sempre na paz. A única novidade nesse disco de 2008 é que, na bateria, o solitário integrante contou com Donny Paycheck. Um EP intitulado "Gravelord" ainda foi extraído do álbum em 2009, já com Philthy Gnaast na função de baixista e Al Positions na bateria, que chegaram no ano anterior. Mais tarde, o baterista Nikki Rage viria a substituir Al Positions, mantendo a nova configuração, que saiu de uma "one-man-band" para um power trio.
Ainda sob o contrato da Relapse Records, o álbum de estreia como um trio saio em 2011, atendendo pelo nome "Conjure and Command", um dos álbuns mais pesados e agressivos da banda, e por fim, veio também, em 2013, após mais uma sessão de splits, compilações e singles, o mais recente álbum "Chemistry of Consciousness", este que, mesmo que mantenha a já não nova - e manjada - fórmula de composição e sonoridade, é para mim o melhor disco do conjunto. Há quem diga que se uma banda segue sempre o mesmo conceito musical, não existe álbum melhor ou pior. Eu discordo, pois da mesma forma que, mesmo que parecidas, gostamos mais de umas músicas de um álbum do que de outras, o mesmo ocorre com álbuns inteiros, e o mais recente eu acho que soa melhor, além de mais potente.
Não há dúvidas de que o Toxic Holocaust é uma das bandas mais modernas mais reconhecidas no cenário Thrash - e também uma das melhores. Todos os discos são fodões, e é uma pena que a pegada Crossover faça deles tão curtos (tendo em média músicas com 2 minutos e álbuns de 30 minutos). Ouvir todos os álbuns de estúdio consome pouco mais de duas horas e meia do seu tempo. Mas a rapidez pode levar à repetição, algo que os discos merecem.


 Radiation Sickness (Demo) (1999)

01 - Nothing Will Change
02 - Get In The Pit
03 - Follow and Believe (Live)
04 - Raised In Hell (Venom Cover)
05 - Hang The Pope (Nuclear Assault Cover)
06 - Living In Fear
07 - Fuck Fuck Fuck
08 - Fighting Against Yourself


 Toxic Holocaust/Oprichniki (Split) (2001)

01 - Toxic Holocaust: Follow and Believe
02 - Toxic Holocaust: World At End
03 - Oprichniki: Time To Go


 Critical Mass (Demo) (2002)

01 - Damned To Fire
02 - I'm Not Dead
03 - Dead To The World
04 - Demise
05 - Warfare
06 - The Need To Kill
07 - Sacrifice (Bathory Cover)
08 - Prelude To War
09 - The Stalker
10 - Atomik Destruktor
11 - Whores & Vodka


 Implements of Mass Destruction/Nuclear Apocalypse: 666 (Split) (2002)

01 - Hellacaust: Intro
02 - Hellacaust: Shadow of Sin
03 - Hellacaust: Heaven In Ashes
04 - Hellacaust: Apocalyptic Chaos
05 - Hellacaust: Unholy Legions
06 - Hellacaust: Hellacaust
07 - Toxic Holocaust: Fallout
08 - Toxic Holocaust: Evil Will Reign
09 - Toxic Holocaust: Nuclear Attack
10 - Toxic Holocaust: Blessed Or Cursed


 Evil Never Dies (2003)

01 - Evil Never Dies
02 - War Is Hell
03 - Into The Pentagram
04 - Damned To Fire
05 - The Executioner
06 - 666
07 - Summon The Beast
08 - Demise
09 - Warfare
10 - Dead To The World
11 - Fallout
12 - Atomik Destruktor


 Outbreak of Evil (Split) (2004)

01 - Bestial Mockery: Chainsaw Demons Return
02 - Nocturnal: Thrash Attack
03 - Vomitor: Cry From The Underground
04 - Toxic Holocaust: Created To Kill


 Thrashbeast From Hell (Split) (2004)

01 - Nocturnal: Chainsaw Carnage
02 - Nocturnal: Hellraiser
03 - Nocturnal: Thrash Attack
04 - Nocturnal: Tormentor
05 - Nocturnal: Welcome To Your Death
06 - Nocturnal: Forces of Night
07 - Nocturnal: Total Desaster (Destruction Cover)
08 - Toxic Holocaust: Deathmaster
09 - Toxic Holocaust: Metal Attack
10 - Toxic Holocaust: Damned To Fire
11 - Toxic Holocaust: 666
12 - Toxic Holocaust: Option Don't Exist
13 - Toxic Holocaust: Sacrifice (Bathory Cover)


 Toxic Thrash Metal (Compilation) (2004)

01 - Deathmaster
02 - Metal Attack
03 - Ready To Fight
04 - Onslaught (Power From Hell) (Onslaught Cover)
05 - Created To Kill
06 - Bestial Invasion (Destruction Cover)
07 - Deathmaster/Metal Attack (Rehearsal Version)
08 - Great Deceiver (Bulldozer Cover)
09 - Emperor In Hell (Nunslaughter Cover)
10 - Mechanix (Megadeth Cover)

Download

 Blasphemy, Mayhem, War (Split) (2005)

01 - Evil Damn: Ia! Ia! Kthulhu
02 - Evil Damn: Evil Dwells Out There
03 - Evil Damn: Darkness Will Remain
04 - Evil Damn: Possessed
05 - Evil Damn: Drapped In Doom
06 - Evil Damn: Shaitan
07 - Evil Damn: The Black Vomit (Sarcófago Cover)
08 - Toxic Holocaust: Deathmaster
09 - Toxic Holocaust: Metal Attack
10 - Toxic Holocaust: Damned To Fire
11 - Toxic Holocaust: 666
12 - Toxic Holocaust: Options Don't Exist
13 - Toxic Holocaust: Sacrifice (Bathory Cover)
14 - Chainsaw Killer: Spark of Creation
15 - Chainsaw Killer: Suicidal Loser
16 - Chainsaw Killer: My Thrashy Life
17 - Chainsaw Killer: Metal Addicted
18 - Chainsaw Killer: Death, Blood... Insane
19 - Chainsaw Killer: Mirror of My Nights

Download

 Hell On Earth (2005)

01 - Intro
02 - Metallic Crucifixion
03 - Arise From The Cementary
04 - Send Them To Hell
05 - Thrashing Death
06 - Burn
07 - Death Camp
08 - Never Stop The Massacre
09 - Time To Die
10 - Ready To Fight
11 - Hell On Earth


 Don't Burn The Witch (Split) (2006)

01 - Intro
02 - Minotaur: Mass Suicide
03 - Toxic Holocaust: Army of One
04 - Goat Messiah: Rape Kill Destroy
05 - Evil Angel: Thrash Nightmare
06 - Outro


 Live: Only Deaf Is Real (Live) (2007)

01 - Fallout
02 - Atomic Destruktor
03 - Deathmaster
04 - Metal Attack
05 - 666
06 - Outbreak of Evil (Sodom Cover)
07 - Witching Metal (Sodom Cover)
08 - Burst Command Til War (Sodom Cover)

Download

 In The Sign of Sodom: Sodomaniac Tribute (Split) (2008)

01 - Toxic Holocaust: Outbreak of Evil (Sodom Cover)
02 - Protector: Sepulchral Voice (Sodom Cover)
03 - Bestial Mockery: Blasphemer (Sodom Cover)
04 - Suicidal Winds: Witching Metal (Sodom Cover)
05 - Nocturnal: Burst Command Till War (Sodom Cover)
06 - Vomitor: Proselytism Real (Sodom Cover)

Download

 Speed n' Spikes Vol. I (Split) (2008)

01 - Toxic Holocaust: City of A Million Graves
02 - Blüdwülf: Wasteland-Interceptor
03 - Blüdwülf: Necromancer


 Demo 2007 (Demo) (2008)

01 - Wild Dogs
02 - Feedback, Blood and Distortion
03 - Funeral Tomb
04 - March From Hell
05 - City of A Million Graves


 An Overdose of Death... (2008)

01 - Wild Dogs
02 - Nuke The Cross
03 - Endless Armageddon
04 - Future Shock
05 - War Game
06 - In The Name of Science
07 - March From Hell
08 - Gravelord
09 - War Is Hell
10 - The Lord of The Wasteland
11 - Feedback, Blood and Distortion
12 - Death From Above
13 - City of A Million Graves


 Gravelord (EP) (2009)

01 - Gravelord
02 - 666
03 - Suicide Eye


 Toxic Holocaust/Inepsy (Split) (2010)

01 - Toxic Holocaust: Bombshell Rock (Inepsy Cover)
02 - Toxic Holocaust: Conspiracy WW III (Inepsy Cover)
03 - Inepsy: Hell On Earth (Toxic Holocaust Cover)
04 - Inepsy: Atomik Destruktor (Toxic Holocaust Cover)


 Conjure and Command (2011)

01 - Judgment Awaits You
02 - Agony of The Damned
03 - Bitch
04 - Red Winter
05 - Nowhere To Run
06 - I Am Disease
07 - In The Depths (of Your Mind)
08 - The Liars Are Burning
09 - Revelations
10 - Sound The Charge


 Japanese Benefit (Split) (2011)

01 - Toxic Holocaust: A.T.O.M.I.C.
02 - Midnight: Destroy Tsunami's Power


 Toxic Waste (Split) (2012)

01 - Municipal Waste: Trapped In The Sites
02 - Municipal Waste: Mourning Sex
03 - Toxic Holocaust: We Bring 'Em Hell
04 - Toxic Holocaust: Altar-ed States


 From The Ashes of Nuclear Destruction (Compilation) (2013)

01 - Intro
02 - Metal Attack
03 - Deathmaster
04 - Created To Kill
05 - Ready To Fight
07 - Thrashing Death
08 - Send Them To Hell
09 - Never Stop The Massacre
10 - Army of One
11 - Death Camp
12 - Reaper's Grave
13 - Death Brings Death
14 - In The Name of Science
15 - Nuke The Cross
16 - Suicide Eye
17 - 666
18 - Bitch
19 - Agony of The Damned
20 - A.T.O.M.I.C
21 - We Bring 'Em Hell
22 - Altar-ed States


 Chemistry of Consciousness (2013)

01 - Awaken The Serpent
02 - Silence
03 - Rat Eater
04 - Salvation Is Waiting
05 - Out of The Fire
06 - Acid Fuzz
07 - Deny The Truth
08 - Mkultra
09 - I Serve...
10 - International Conspiracy
11 - Chemistry of Consciousness
12 - Wargasm (Bonus Track)


2 comentários:

  1. Curti pra caralho. Vou baixar tudo enquanto ainda posso.

    Hail FUCKING METAL!

    ResponderExcluir