Social Icons

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Indomite - Discografia

Se tem algo cada vez mais bacana em relação ao Warriors Of The Metal, é esse lance de termos contato com algumas bandas e obtermos o total direito de divulgarmos seu material. Quem nos conhece de um tempo pra cá, com certeza já deu uma olhada na sessão de "Bandas Emergentes Nacionais" e conferiu algum material, tudo de alta qualidade! Pode ter certeza, caso você seja um dos que tem um pé atrás com bandas novas, que não sabe o que está perdendo. São bandas novas, porém maduras, de primeira linha, com som de qualidade, seja de gravação, seja de composição. A avaliação para entrar aqui é criteriosa, portanto, não tenha receios! Baixe!
Agora estamos começando a ter uma leve expansão, e a honra da divulgação está ultrapassando os limites da divisão política de nosso país, alcançando terras mais distantes! Exatamente por isso agora temos uma sessão de "Bandas Emergentes Internacionais". Graças ao amigo Mauricio Quintero, baterista da banda, que veio com o pedido de divulgação, dessa vez, aqui vai um som super foda, técnico, habilidoso, com riffs pesados e atmosfera moderna direto de Medellín, na Colômbia: o Indomite, que faz um convincente e energético Progressive Metal!
As raízes do Indomite firmaram-se no solo no início do ano de 2009, por iniciativa do até então vocalista Juan Fernando Quiroz e do baterista Mauricio Quintero, que compartilhavam uma mútua vontade de iniciar uma banda de Heavy Metal séria e dedicada. Não tardou, e o line-up rapidamente fechou com a adição dos guitarristas Alejandro e Juan Carlos Sánchez, do baixista Josue Velez, bem como de uma segunda vocalista, a bela Catherin Graciano, membros que, apesar de não serem pessoas tão familiares à dupla fundadora, compartilhavam da mesma paixão e vontade. As atividades então começaram ainda no mesmo ano, a partir da apresentação de esporádicos shows em bares locais e pequenos teatros, além do lançamento de uma pequena demo digital independente sem nome, que não atendeu às expectativas nem mesmo da própria banda.
Apesar da timidez de uma banda inicial, os shows que faziam e os trabalhos de composição acabaram por, em 2010, amadurecerem de forma significativa, moldando o som e as idéias da banda em uma direção mais forte e virtuosa. As inspirações líricas passaram a ser mais baseadas em suas vidas e seus pensamentos, obtendo-se algo mais profundo e filosófico. Essa foi a deixa para reinventarem o projeto e sustentar sua produção musical.
Foi a partir de 2011 que, com ideias e objetivos mais lúcidos em mente, a banda começou a de fato render e demonstrar diferencial. Antes de qualquer coisa sonoramente relevante ocorrer, o vocalista e fundador Juan Fernando Quiroz deixa a banda, cedendo vaga para Santiago Giraldo revelar seu talento. Outra baixa foi a saída do guitarrista Alejandro, obrigando Santiago a dedicar-se também à guitarra rítmica. O primeiro passo nessa exposição foi a fodástica e profissionalíssima demo "Espejo y Realidad", gravada e lançada de forma independente, mas com acessos de alta qualidade, tanto no equipamento quanto na produção. Uma típica demo dos tempos atuais, que deixam para trás a ideia de que demos são mal gravadas. O trabalho conta com três faixas, todas cantadas em espanhol, como era a lei da banda até então, que apresentam uma musicalidade que, instrumentalmente, é um forte Heavy Metal, tocado com velocidade e poder, porém, interpretado por vocais mais harmoniosos e melódicos, liderados por Santiago e apoiados pela Catherin. Com certeza, um trabalho para já causar ansiedade e boa expectativa para trabalhos futuros.
Qualquer um que não tivesse ideia de que banda seja essa ouviria essa demo e falaria que eles têm futuro, e que com certeza isso renderia frutos. Pois é, e aconteceu, e segue acontecendo, devagar. A demo presenteou o grupo com possibilidades, como apresentações em grandes festivais e críticas positivas da mídia especializada global.
No fim daquele produtivo ano, os caras novamente se reuniram e decidiram reformular sua musicalidade. Essa decisão os levou a algo mais atrevido, mais virtuoso: o complexo e fascinante Progressive Metal. Infelizmente, a vocalista Catherin Graciano veio a deixar seu posto. Ainda assim, com os planos de mudança de gênero, mais um integrante foi adicionado à formação, sendo ele essencial para um Prog de respeito: o tecladista Carlos "El Perry" Ortiz. A forma de composição das letras também sofreu alteração; a fim de transmitir sua mensagem para um público mais amplo, passaram a compor as músicas em inglês.
Tudo certo, mãos na massa. Os rapazes passaram então algum tempo trabalhando na nova fórmula. Não precisaram de muito tempo para se adaptar ao Progressive Metal. Ao meu ver, é isso que define músicos de verdade, pois têm real compreensão de música, têm versatilidade, e por último e não menos importante, competência. Rapidamente as músicas do debut ficaram prontas e a produção, feita pela própria banda em parceria com Santiago Mora, durou de abril a setembro de 2012. No dia 5 de outubro daquele mesmo ano, o maravilhoso "Theater of Time" foi lançado, de forma independente (e não custa lembrar, com alta qualidade auditiva). Mais tarde, no dia 28 de novembro de 2012, o Indomite assinou com a Norse Music, que relançou o disco por toda a Europa! Mas olha, tenho que dizer... Não é brincadeira como esse álbum é foda, e como ele me acarretou um vício!
Se você gosta de Prog Metal, com certeza vai gostar muito desse debut. A sonoridade conta fortes e pesados riffs de guitarra que te fazem não conseguir ficar quieto, te fazendo no mínimo mexe a cabeça ao ritmo! As mesmas guitarras solam na técnica, velocidade e respeito que o gênero exige! Caracterizando melhor o gênero, temos constante participação dos teclados, que se apresentam de diversas formas, seja na base, seja em arranjos mais evidentes, seja solando. Além disso, introduzem bastante pianos nos trechos mais balados e cadenciados, dando um ar ainda mais bonito de classe.
Outros pontos marcantes são a graciosa performance do vocalista Santiago Giraldo, que canta com vontade e fôlego, bem como a inédita introdução de vocais guturais aqui e acolá, executados pelo guitarrista Juan Carlos Sánchez, que auxiliam na transmissão de uma mensagem ainda mais forte. Combinando elementos como os fortes riffs, arranjos sintetizados tão "tecnológicos" e guturais, já é de se esperar uma sonoridade bastante moderna, e é exatamente isso que ocorre. Os guturais chegam a lembrar o Metalcore, mas só de relance, pois a musicalidade não faz apologia alguma ao mencionado estilo.
Muitas pessoas relacionam o Metal Progressive à fritação, exibicionismo, exagero e longas músicas. Caso você esteja com receio disso em relação ao Indomite, pode ficar tranquilo. As canções não são tão longas; a maioria gira em torno de 3, 4 e 5 minutos, com exceção da linda "Rain" e da poderosa "Parasite (Symbiotic)" que têm 7 minutos, e da "The Curtain That Will Never Fall", faixa de 12 minutos de duração que encerra o "full-lenght" com chave de ouro e classe. Em relação às técnicas aplicadas, pode ter certeza também que apesar de demonstrarem intimidade com seus instrumentos, eles não fritam. Fazem muito bem seu trabalho sem exageros! É complexo? Sim. É Prog. Mas eu garanto que com umas três ouvidas no álbum, vai dissimilar satisfatoriamente e quiçá viciar, isso se não gostar firme já na primeira audição. "Theater of Time" é um belíssimo trabalho que faz jus às positivas críticas que recebe!
Atualmente os caras se encontram trabalhando em seu segundo álbum de estúdio! A expectativa é de algo fodástico, a julgar pelo que fizeram até o momento!
Aqui está então mais uma banda emergente internacional no nosso site, e, claro, mais uma que vale a pena pra caralho ouvir! Gostaria de agradecer aos membros da banda, em especial ao amigo Mauricio Quintero, pela cessão das informações, pelo direito de compartilhamento, bem como por apresentar um disco tão bem feito em solo latino-americano! Abaixo deixo mais informações sobre o Indomite:

|    Facebook Page    |    ReverbNation    |    MySpace    |
|    Youtube Channel    |    Twitter    |

SHOWS & IMPRENSA:
E-mail: indomitemetal@gmail.com


 Espejo y Realidad (Demo) (2011)

01 - Espejo y Realidad
02 - Libertad
03 - Travesía

Download

 Theater of Time (2012)

01 - Threshold
02 - Pharaoh
03 - Awaking The Gods
04 - Sky High
05 - Rain
06 - Reach The Stars
07 - Parasite (Symbiotic)
08 - Carnival Curse
09 - The Curtain That Will Never Fall


Um comentário: