Social Icons

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Hatebeak - Discografia

Supremacia aviária! Essa é a lei! A lei do Evil Papagali! Hahaha... É, rapaz... Imagine uma banda cujo vocalista seja fora do comum. Como se não bastasse ser fora do comum, que seja fora de série. Certamente, caso pare pra pensar, diversos vocalistas fenomenais passarão pela sua cabeça, o que é compreensível. Porém, todos eles têm uma similaridade... uma similaridade física, mais especificamente. Não reparou? É relativo à raça! Todos são seres humanos. "Ué, Walker, mas qual o problema nisso? É mais que óbvio!" Pois eu digo, "não senhor, colega..." Por quê? Porque existiu uma banda cujo dono das cordas vocais não se parece em nada com um ser humano, ou sequer qualquer primata, e essa banda se chama Hatebeak, e executa um sujo Death Metal/Grindcore!
É sim, cara, tá achando que é sacanagem? Não é não! Quer dizer, é sim... mais ou menos. Não é pois a banda existiu mesmo, e é sim porque colocar uma ave pra cantar é obviamente sacanagem. Sim, uma ave!
Waldo é um papagaio cinza africano, espécie típica do Congo, que já tinha 19 anos de idade quando a banda foi formada em 2003, na cidade de BaltimoreMarylandEstados Unidos. Todos sabemos que papagaios são espertos e têm muita facilidade de aprender vocábulos com seres humanos. A singularidade de Waldo é que ele foi ensinado a fazer o pavoroso gutural, que certos seres humanos penam pra conseguir e chegam a cuspir sangue.
Se você fosse o dono de uma criatura como essa, o que mais faltaria? Uma banda, claro. Por isso seu dono Blake Harrison, ao lado de seu amigo Mark Sloan, fundaram o Hatebeak e colocaram seu amiguinho para assumir o microfone, fazendo dessa a primeira (e até o momento, única) banda do mundo com um pássaro vocalista!
Não é apenas o fato do vocalista ser um papagaio que é zoado, mas o próprio nome da banda e das músicas também são bem-humorados. Para começar, o nome "Hatebeak" (lembrando que "beak" significa "bico") faz alusão ao Hatebreed, banda estadunidense de Hardcore. Outras divertidas paródias são percebidas nos nomes das faixas, como "Beak of Putrefaction", que remonta ao "Reek of Putrefaction", álbum do Carcass lançado em 1998, ou "Bird Seeds of Vengeance", que já relembra ao "Black Seeds of Vengeance", nome do segundo álbum e segunda faixa do Nile, lançado em 2000, e até mesmo "The Thing That Should Not Beak", obviamente, paródia de "The Thing That Should Not Be", do Metallica, faixa presente no álbum "Master of Puppets", de 1986. Sentiu o calibre, né? Hahaha... Muito foda!
O que é uma pena de verdade é que a banda tenha tido curta duração e tenha lançado tão pouca coisa. No total, apenas oito músicas são abertamente conhecidas, espalhadas ao longo de três splits. Com Blake e Mark cuidando mutuamente de todos os instrumentos, o primeiro deles saiu em 2004, intitulado "Metal Interlude/Beak of Putrefaction", via Reptilian Records, em parceria com o Longmont Potion Castle. Dos três, acho o mais foda, pois aqui os guturais de Waldo são mais horrendos e mais impressionantes do que nos dois seguintes. Faz melhor que muito ser humano. Parece um monstro de filme de terror rugindo e sofrendo, variando entre espetaculares e cavernosos guturais fechados e pig-squeals. É simplesmente impressionante, pois desbanca muito vocalista por aí, e ainda te faz nem imaginar que seja um papagaio, de tão perfeito! Nesse gênero as pessoas costumam perguntar sobre letras... normalmente não tem, são apenas rugidos, e aqui não é diferente. São apenas rugidos cadaveriais.
Em sequência foram lançados "Bird Seeds of Vengeance/Wolfpig" em 2005 (junto ao Caninus), novamente via Reptilian Records, e "Birdflesh/The Thing That Should Not Beak" em 2007 (junto ao Birdflesh), esse através da Relapse Records. Ambos apresentam uma postura mais aberta e aviária por parte do irreverente incomum vocalista, pois sua performance aqui já deixa mais evidente que realmente se trata de uma ave, pois muitos ruídos são até parecidos com galinhas ou perus! Todavia, tenha certeza de que é tão foda quanto o primeiro, mesmo que eu tenha como preferência o primeiro.
Segundo o selo Reptilian Records, havia mais um disco a ser lançado em tempos seguintes, intitulado "The Number of The Beak", mas infelizmente a banda veio a se desfazer em 2009, o que é lamentável. O mais engraçado é que mesmo uma pessoa que não seja fã de Death Metal ou Grindcore pode gostar dessa banda por causa de sua ousadia. É bem verdade que se fosse um humano cantando, não seria tão foda quanto é com um papagaio. O Hatebeak pode não ter nenhum álbum, apenas esses splits e uma demo lançada em 2003 que não encontrei, mas ainda assim é uma banda muito interessante!
Se você é vocalista e faz gutural, ou está começando a aprender a técnica, aconselho fortemente a não ouvir a esses caras pois, muito provavelmente, o papagaio canta melhor do que você, o que irá desmotivá-lo. Hahahaha... E aí? Vai experimentar? É muito, muito foda! Você pode até correr dessa banda... mas não poderá voar!


 Metal Interlude/Beak of Putrefaction (Split) (2004)

01 - Longmont Potion Castle: Metal Interlude #0
02 - Longmont Potion Castle: Metal Interlude #0.5
03 - Hatebeak: Beak of Putrefaction
04 - Hatebeak: God of Empty Nest
05 - Hatebeak: Seeds of Destruction (Unlisted Bonus Track)


 Bird Seeds of Vengeance/Wolfpig (Split) (2005)

01 - Hatebeak: Bird Seeds of Vengeance
02 - Hatebeak: Bird Bites Dog Cries
03 - Hatebeak: Feral Parrot
04 - Caninus: Various


 Birdflesh/The Thing That Should Not Beak (Split) (2007)

01 - Birdflesh: Happy Death
02 - Birdflesh: Chocotarian
03 - Birdflesh: Harmony Barn
04 - Birdflesh: Empty
05 - Birdflesh: Pirate War
06 - Hatebeak: The Thing That Should Not Beak
07 - Hatebeak: Hellbent For Feathers

Download

 The Number of The Beak (2015)

01 - Birdzum
02 - Molt Thrower
03 - Roost In Peace
04 - Seven Perches
05 - Pecking Crew
06 - His Grey Wings (Live)
07 - Beak of Putrefaction
08 - God of Empty Nest
09 - Seeds of Destruction
10 - Birdseeds of Vengeance
11 - Bird Bites, Dog Cries
12 - Feral Parrot
13 - Hellbent For Feathers
14 - The Thing That Should Not Beak

Download (Zippyshare)
Download (Ulozto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário