Social Icons

sábado, 7 de setembro de 2013

Taake - Discografia

O que o Taake tem de polêmico, tem de foda. Eu considero uma das melhores bandas de Black Metal que se pode encontrar por aí, não apenas pelo som que, mesmo sendo o peculiar Black Metal Norueguês que todos conhecemos, tem aquela essência que varia de banda para banda mesmo que dentro de um mesmo estilo, mas também porque é uma das bandas da vertente que são mais abertas a acrescentar, mesmo que esporadicamente, aqui e acolá elementos externos, tirando a sonoridade dando uma variada no clima de algumas canções, mesmo sem perder o típico Black no "background".
Não obstante, Hoest (cabeça por trás da banda) parece seguir rigidamente a filosofia Black Metal da polêmica irreverente, despreocupada e ofensiva às morais alheias. Ao longo de sua trajetória no Taake já passou por polêmicas envolvendo suástica pintada no corpo em show na Alemanha, declarações de baixo calão a terceiros, prisões por ataques violentos e duras críticas a religiões com palavras desmedidas. Mas como o que importa, pelo menos pra mim, é o som, e exatamente por isso ouço bandas tanto anti-religiosas quanto religiosas ou de qualquer outro cunho desde que tenha uma sonoridade que me agrade, continuo achando o Taake muito, muito foda.
Quando ainda tinham 15 anos de idade, ao lado do baterista Svartulv, o vocalista e multi-instrumentista Ørjan Stedjeberg (verdadeiro nome de Hoest [pronúncia arcaica de "høst", significando "outono"], que na época era conhecido por outro pseudônimo, "Ulvhedin") fundou em Bergen, na Noruega, em 1993, o Thule, embrião do Taake. Já sabendo o que queriam, os moleques rapidamente lançaram no mesmo ano sua primeira demo independente, "Der Vinterstormene Raste" em 1993, que foi sequenciada por "Omfavnet Av Svarte Vinger" em 1994. Pouco depois o título foi alterado para Taake (pronuncia-se "touck"), a antiga pronúncia para a palavra "tåke", que significa "nevoeiro", "neblina". Pavimentando o caminho até o debut, mais uma demo foi então lançada em 1995, intitulada "Manndaudsvinter", subsequenciada pelo EP "Koldbrann I Jesu Marg" em 1996, encerrando a fase preliminar dos noruegueses.
Obtendo a assinatura de um contrato com a Wounded Love Records, o caminho ficou mais tranquilo para o lançamento do excelente debut "Nattestid Ser Porten Vid" em dezembro de 1999, já sem Svartulv. Esse clássico foi completamente composto por Hoest, apesar de ter contado com o auxílio de Tundra para a gravação do baixo e da bateria, além das breves passagens de vocal limpo, que soam melancólicos. Essa é a primeira parte de uma trilogia, e todas as escrituras no CD e no encarte são em rúnico. Um disco tipicamente norueguês, apresentando grande influência de bandas tradicionais como Enslaved e Burzum. De modo geral, o disco é seco e direto, sem enrolação: violência instrumental pegada e impausável e aura gélida.
Agora sendo uma banda de fato, contando com C. Corax nas guitarras e Keridwen no baixo e piano, a segunda parte da trilogia chegou em 2002 sob o título "Over Bjoergvin Graater Himmerik". O disco é levemente mais suave do que seu antecessor, com riffs mais melódicos, sofrendo um pouco mais de variação. Nota-se uma sonoridade mais ampla e com mais recursos. Tem até barulhinho meio de comédia, como na segunda faixa.
Em 2005 saiu "Hordalands Doedskvad", via Dark Essence Records, a terceira e última parte da trilogia. O disco tem sete músicas em homenagem às sete montanhas nos entornos de Bergen. O Black Metal apresentado aqui é mais parecido com o de seu antecessor, cadenciado e mais arrastado da mesma forma, tipicamente o modo como os noruegueses executam o estilo. O diferencial mesmo aqui (e também símbolo do engrandecimento da banda) é que ele conta com convidados especiais como Nattefrost (Carpathian Forest) e J. Nordavind (ex-Carpathian Forest) nos vocais da faixa 1, Taipan (AmokOrcustus) nos vocais nas faixas 3 e 7, Discomforter (Daudur) nos vocais na faixa 2, entre outros.
O que vem a seguir é uma sequência de polêmicas, exclusões de festivais e até um breve hiato na história do Taake. Também, né, Hoest é louco! Em 2006, foi preso por violentação... em março de 2007 se apresentou na Alemanha com uma suástica no peito (e o uso da suástica lá em legalmente proibido) e ainda jogou latas de cerveja na platéia, gerando tumulto, fortes reclamações e até o cancelamento dos shows subsequentes naquele país. Pra ver o tamanho da escrotidão de Hoest, ele fez um anúncio no site oficial educadamente pedindo desculpas aos organizadores do show pelo incidente da suástica, e no meio da educação, foi sacana também, dizendo no fim "[peço desculpas] exceto [a] Untermensch, proprietário do clube; você pode chupar a rola de um muçulmano!". Logo no início do mês seguinte, no dia 2 de abril, fez outra declaração explicando em maiores detalhes seu pedido de desculpas, deixando claro que se desculpava apenas aos colaboradores ou a quem quer que tenha tido problemas por causa do escândalo da suástica. Hoest também declarou na cara dura que nunca fez nada pra tornar o Taake uma grande banda, e até queria se livrar de fãs, por isso lançou o controverso EP "Nekro" naquele ano. Vai entender? Logo em seguida a banda entrou em hiato pelo fato de Hoest ter sido preso novamente. Todavia, foi solto novamente um tempo depois.
Mesmo com tanta controvérsia, perdendo fãs, ofendendo despreocupadamente a qualquer um e sendo alvo de chacotas, xingamentos e em algumas vezes até abuso físico, o Taake continuou e foi compondo um novo álbum. Esse disco foi lançado em 2008, novamente via Dark Essence Records, recebendo o mesmo nome da banda. Trata-se de mais um ótimo disco, mas não fora do comum, sendo bastante linear, mais forte e mais raivoso que os anteriores. Talvez seja reflexo das situações que Hoest andava enfrentando depois de tanta merda, o que acabou por deixá-lo ainda mais frio.
O próximo álbum veio à tona somente em 2011. "Noregs Vaapen" é o que para mim é o melhor álbum do Taake. Além de ter faixas mais convidativas, algumas também recebem elementos externos que dão uma embelezada no som sem deixar a peteca do Black Metal cair. Falando assim faz parecer que faz bagunça e trai o movimento, mas não, é apenas passagem. Por exemplo, no fim da primeira faixa "Fra Vadested Til Vaandesmed" tem um belíssimo e cortante violino em meio à fúria instrumental. Outra música com elementos adicionais é a "Myr", que tem um banjo tocado de forma sensacional! Reza a lenda que esse instrumento foi introduzido depois de Hoest vir ao Brasil e realizar um show em Belo Horizonte, onde aproveitou para passar na galeria e acabar adquirindo um livro de Paulo Coelho. Quando voltou pra casa, leu e descobriu a existência de Raul Seixas. Ele se interessou bastante no que o Rei do Rock Brasileiro fazia, e no ano seguinte comprou um banjo, que acabou por ser introduzido na Myr. Foda, né? E de fato, soa como Raulzito, e é a minha música preferida nesse foderoso álbum!
O disco mais recente que temos disponível é a compilação "Gravkamre, Kroner Og Troner", lançada em 2013, que reune conteúdos lançados em splits, singles e EPs ao longo da carreira do Taake. Fora isso, o tempo de lançar um novo álbum se aproxima, mas nada concreto foi anunciado ainda! De qualquer modo, apesar das polêmicas, das alegações despidas de respeito ou preocupação de Hoest que colocam em pauta se é uma banda racista ou não (apesar do cara dizer que não é intuito do Taake propagar racismo, mas fazer uso da liberdade de expressão e gritar pro mundo que é burrice aderir ao Cristianismo ou Islamismo), a banda é foda pra caralho e um dos melhores Black Metal crus que eu conheço. É uma comum pra quem é adepto da vertente, então não vai ser novidade pra quase ninguém!


 Manndaudsvinter (Demo) (1995)

01 - Manndaudsvinter
02 - Eismalsott


 Koldbrann I Jesu Marg (EP) (1996)

01 - Blant Sølv Og Gull I Mørket
02 - Marerittet
03 - Trolldom


 Nattestid Ser Porten Vid (1999)

01 - Vid I
02 - Vid II
03 - Vid III
04 - Vid IV
05 - Vid V
06 - Vid VI
07 - Vid VII


 Over Bjoergvin Graater Himmerik (2002)

01 - Over Bjoergvin Graater Himmerik I
02 - Over Bjoergvin Graater Himmerik II
03 - Over Bjoergvin Graater Himmerik III
04 - Over Bjoergvin Graater Himmerik IV
05 - Over Bjoergvin Graater Himmerik V
06 - Over Bjoergvin Graater Himmerik VI
07 - Over Bjoergvin Graater Himmerik VII


 Sadistic Attack/Nordens Doedsengel (Split) (2004)

01 - Taake: Der Todesking
02 - Taake: Tykjes Fele
03 - Taake: Marerittet
04 - Taake: Omfavnet Av Svarte Vinger
05 - Taake: Trolldom
06 - Amok: Ebola To The People
07 - Amok: Flamethrower
08 - Amok: Chemical Dissection
09 - Amok: Nuclear Warbeast
10 - Amok: Toxic Slayer
11 - Amok: Ranch Apocalypse


 Helnorsk Svartmetall (Compilation) (2004)

01 - Blant Soelv & Gull I Moerket
02 - Marerittet
03 - Trolldom
04 - Eismalsott
05 - Manndaudsvinter
06 - Tykjes Fele
07 - Trolldom
08 - Omfavnet Av Svarte Vinger
09 - Et Skaldekvad I Hellig Blod
10 - Rasekrig


 Hordalands Doedskvad (2005)

01 - Hordalands Doedskvad Part I
02 - Hordalands Doedskvad Part II
03 - Hordalands Doedskvad Part III
04 - Hordalands Doedskvad Part IV
05 - Hordalands Doedskvad Part V
06 - Hordalands Doedskvad Part VI
07 - Hordalands Doedskvad Part VII


 A Norwegian Hail To VON (Split) (2006)

01 - Norwegian Evil: Satanic Blood
02 - Amok: VON
03 - Taake: Lamb
04 - Urgehal: Veadtuck


 Men of Eight/Lagnonector (Split) (2006)

01 - Vidsyn: Men of Eight
02 - Taake: Hennes Kalde Skamlepper


 Dra Til Helvete/Restart The Night (Split) (2006)

01 - Taake: Voldtekt
02 - Taake: Death Trap (Destruction Cover)
03 - Gigantomachy: The Soil
04 - Gigantomachy: Earth Bound


 Nekro (EP) (2007)

01 - Voldtekt
02 - Lamb (VON Cover)
03 - Hennes Kalde Skamlepper


 Svartekunst (EP) (2008)

01 - Eismalsott (Live)
02 - Tykjes Fele (Live)
03 - Over Fjell Og Gjennom Torner (Darkthrone Cover) (Live)
04 - Voldtekt (Live)


 Taake (2008)

01 - Atternatt
02 - Umenneske
03 - Lukt Til Helvete
04 - Doedsjarl
05 - Motpol
06 - September Omsider
07 - Velg Bort Livet


 Kveld (EP) (2011)

01 - Nordbundet
02 - Motpol
03 - Hordalands Doedskvad 1
04 - Over Bjoergvin Graater Himmerik 4
05 - Nattestid Ser Porten Vid 1


 Swine of Hades (Split) (2011)

01 - Evo/Algy: Tune To The Music (Status Quo Cover)
02 - Taake: Die When You Die (GG Allin Cover)
03 - Sigh: Somniphobia
04 - The Meads of Asphodel: There's A God In My Gruel
05 - Thus Defiled: ...And They Shall Fear The Night


 Noregs Vaapen (2011)

01 - Fra Vadested Til Vaandesmed
02 - Orkan
03 - Nordbundet
04 - Du Ville Ville Vestland
05 - Myr
06 - Helvetesmakt
07 - Dei Vil Alltid Klaga Og Kyta


 Gravkamre, Kroner Og Troner (Compilation) (2013)

CD 1:
01 - Et Pust Av Oeyne
02 - Hov Var Stein
03 - Nordbundet (feat. Kvarforth & Nocturno Culto) (Feil Hull Version)
04 - Motpol
05 - Hordalands Doedskvad
06 - Over Bjoergvin Graater Himmerik 4
07 - Nattestid Ser Porten Vid
08 - I Am The Black Wizards (Emperor Cover)
09 - Die When You Die (GG Allin Cover)
10 - A Lost Forgotten Sad Spirit (Burzum Cover)

CD 2:
01 - Voldtekt
02 - Eismalsott
03 - Tykjes Fele
04 - Over Fjell Og Gjennom Torner
05 - Voldtekt
06 - Death Trap
07 - Lamb (VON Cover)
08 - Hennes Kalde Skamlepper
09 - Der Todesking
10 - Nattestid Ser Porten Vid (Pre-mix 1997)

Download

 Kulde (EP) (2014)

01 - Det Fins Et Prins
02 - Stridens Hus
03 - Cold (The Cure Cover)
04 - Manndaudsvinter

Download

 Stridens Hus (2014)

01 - Gamle Norig
02 - Orm
03 - Det Fins En Prins
04 - Stank
05 - En Sang Til Sand Om Ildebrann
06 - Kongsgaard Bestaar
07 - Vinger

Download (4shared)
Download (Ulozto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário