Social Icons

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Happy Days - Discografia

Quando um amigo me pediu para buscar links da discografia do Happy Days por aí para ele há um tempo, eu, pelo nome, pensei "putz, um cara que curte Metal Extremo me pedindo banda Emo?" Tive esse pré-conceito inicial até porque meu irmão curte umas coisas com nomes parecidos, hahaha... Mas acabou que vi qual vertente era, e achei bastante cômico.
...E é pra ser cômico mesmo. O título é uma mera e bem-humorada ironia de uma banda cuja marca é a ausência do humor. O único membro da banda (que inicialmente era apenas um projeto), o multi-instrumentista A. Morbid, inspirou-se em uma série de comédia estadunidense dos anos 70/80 que leva o mesmo nome. O seriado conta com personagens eufóricos, bem-humorados, o que não tem absolutamente nada a ver com o que Morbid executa, pegando quem apenas ouve falar de surpresa, esperando uma coisa e sendo outra. Como podem ver no princípio do texto, eu fui uma dessas vítimas.
Com o intuito de levar um projeto solo, A. Morbid iniciou os trabalhos com o triste Happy Days em 2007, na FlóridaEstados Unidos. Ainda nesse primeiro ano, três demos foram lançadas em sequência: "A World of Pain", "Alone and Cold" e "Drowning In Negativity". Todas independentes, e com uma qualidade de gravação um tanto tensa. O pior é pensar que isso viria a ser uma marca registrada na maior parte do tempo da banda.
Em 2008, o baterista Karmageddon chegou, fazendo do solo uma dupla. Entretanto, talvez de forma egoísta, Morbid nunca creditou seu parceiro como membro da banda. De qualquer modo, a parceria rendeu mais dois trabalhos no mesmo ano que dessa vez não são meras demos, e sim dois álbuns propriamente ditos: "Melancholic Memories" e "Defeated By Life", via Midwinter Records e Self Mutilation Services, respectivamente. Por algum motivo, mesmo com contratos com gravadoras em mãos e provavelmente melhores condições de instalação e tecnologia, os discos saíram com qualidade indesejável. Não sei dizer se é de propósito, mas certamente isso gera toda uma climatização, um ar ainda mais depressivo, incrivelmente complementando perfeitamente com acordes lentos, arrastados, muito distorcidos, neblinosos e vocal desesperado, medonho, depressivo, triste. Eu admito que ouvi uma música e meia do "Melancholic Memories" e senti forte necessidade de mudar de banda, tanto pela qualidade quanto pelo fato de não ser um dos meus gêneros favoritos. Mas ainda bem que não desisti deles e insisti...
Mais dois lançamentos marcam o ano subsequente. O primeiro deles é a split "Children of Failure", compilação compartilhada entre Happy DaysBlack HateFornicatus e All The Cold. Em seguida, mais um álbum de estúdio, o terceiro, se une à coleção: o igualmente melancólico "Happiness Stops Here...", herdeiro de qualidade que deixa a desejar (apesar de ter melhorado bem) e da mesma atmosfera pessimista. Ainda assim, alguma melhora na qualidade pode ser percebida, bem como um certo amadurecimento.
Buscando mais divulgação conjunta, em 2010 mais uma split é lançada (dessa vez ao lado do Eindig), intitulada "The First Step Towards Suicide". A seguir, pela primeira vez o Happy Days passa um ano em branco.
Somente em 2012 é que o quarto álbum de estúdio foi lançado, sob agradáveis novidades, aprimoramentos e um belo título: "Cause of Death: Life". Foi graças a esse trampo que eu dei a devida atenção aos caras e gostei de verdade. Não só a qualidade instrumental agora é enfim relevante, mas a banda como um todo deu largos passos evolutivos. A maturidade bateu à porta e pediu para entrar se oferecendo pra fazer faxina; as composições são mais ricas, gerando faixas com mais detalhes, como ainda mais desesperados gritos de lamento, mais choro, mais sofrimento. Até mesmo diálogos foram introduzidos. Em "Abigail", a briga de um casal que termina um namoro conturbado e desprovido de amor é tensa! A inspiração foi tanta que trabalho contém dois CDs, somando um total de uma hora e quarenta e cinco minutos de aura negra e depressiva, e o melhor: não-massante. Particularmente, indico esse para quem estiver curioso, até porque o Depressive Suicidal Black Metal pode ser uma novidade para muitos.
Todavia, mesmo que eu não seja capaz de degustar tanto os trabalhos anteriores ao "Happiness Stops Here..." devido a sua qualidade e por me darem um incômodo tédio, com certeza tem gente que vai curtir. tendo duas "fases sonoras" diferentes, o Happy Days pode agradar tanto aos que desejam conhecer o estilo com boa qualidade, quanto os que são fãs de Black Metal de qualidade mais "underground", afinal, muitos ouvem exatamente por isso, que também é uma questão de gosto e compreensível. Eu mesmo gosto de algumas coisas desse tipo, como alguns trabalhos do DarkthroneRotting Christ... Então está aí. Desfrutem do Happy Days!


 A World of Pain (Demo) (2007)

01 - Introduksjon Og Døende
02 - Welcome (To A World of Pain)
03 - Lidende
04 - No Point In Living...
05 - Dens Nettop Begonia


 Alone and Cold (Demo) (2007)

01 - Alone and Cold
02 - End All Happiness
03 - Endless Suffering


 Drowning In Negativity (Demo) (2007)

01 - Nedslåttheten
02 - Jeg Er Ikke Noe...
03 - Tiggeren For Nei Barmhjertighet
04 - En Annen Dag... En Annen Død...


 Melancholic Memories (2008)

01 - Drowning In Razorblades
02 - The Beginning
03 - Neglect...
04 - Slowly and Painfully
05 - Sneni (Trist Cover)


 Defeated By Life (2008)

01 - Emotionaly Torn From Within
02 - The Painful Truth
03 - Hurt, Destroyed and Torn... There's Nothing Left
04 - A World of Pain
05 - Defeated By Life
06 - Hate Life (Life Neglected Cover)
07 - Trnový Labyrint (Trist Cover)


 Children of Failure (Split) (2009)

01 - Fornicatus: Years of Angst
02 - Fornicatus: My Grave
03 - Black Hate: Soledad
04 - Black Hate: Alone and Cold
05 - Happy Days: Dying Alone Done
06 - All The Cold: Coldly To Heart
07 - All The Cold: New Day Without Me


 Happiness Stops Here... (2009)

01 - Don't Go
02 - My Brutus
03 - What It Feels To Be Unloved
04 - Sovnlose Netter I Mitt Isolatrom
05 - Letting Go
06 - No Tomorrow
07 - Take Me Away


 The First Step Towards Suicide (Split) (2010)

01 - Happy Days: Clinging Onto A Chance of Happiness
02 - Happy Days: A Bleak Future That Awaits Us
03 - Happy Days: Too Sick To Speak (Instrumental)
04 - Happy Days: Screams That Go Unheard (Test Subjects)
05 - Eindig: De Nacht
06 - Eindig: Ter Aarde
07 - Eindig: As Tot Stof, Stof Tot As
08 - Eindig: Bloedspoor


 Cause of Death: Life (2012)

CD 1:
01 - Happy Days
02 - Broken
03 - Cold Aggression
04 - For These Wounds Will Never Be As Deep As This Emptiness
05 - Industrial Melancholy
06 - Alone and Cold
07 - No Point In Living
08 - Take Me Away
09 - Abigail
10 - Abwärts (Freitod Cover)

CD 2:
01 - This Will Hurt
02 - Heroin Is Good For You
03 - Agony Becomes Unforgettable Seering Emptiness
04 - No Solution
05 - Forever Asleep (Dead)


 The Great Depression I (Split) (2013)

01 - Psychonaut 4: My Despair Can't Be Explained
02 - Psychonaut 4: Wor(l)d of Pain and Hate
03 - Happy Days: Reaching Without Consequence
04 - Happy Days: Serenity The Deceiver
05 - Dodsferd: Death Has Always Been The God of Man
06 - Dodsferd: Million Deaths Inside

Download

 The Great Depression II (Split) (2014)

01 - Kanashimi: 葬歌 - The Funeral Song
02 - Kanashimi: Sorrow Memories
03 - Kanashimi: Woe
04 - Kanashimi: Fragile Hope
05 - Happy Days - Guilty
06 - Happy Days - Mental Collapse (In Stellar Sphere Misery)
07 - Happy Days - Hallowed By Lunacy
08 - Happy Days - Swan Song Decadence
09 - Happy Days: Life Goes On...

Download

2 comentários: