Social Icons

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Machine Head - Discografia

O Machine Head foi criado no final de 1991, nos Estados Unidos pelo vocalista e guitarrista Robb Flynn (ex-Vio-lence) e pelo baixista Adam Duce. Logo em seguida se juntaram a eles o guitarrista Logan Mader e o baterista Tony Costanza. Após gravarem uma demo com pequeno investimento, chamaram a atenção da gigante Roadrunner Records e conseguiram um contrato com a gravadora.
A banda era pouco conhecida, vez que o único músico já tinha algum trabalho conhecido era o seu vocalista, aliás, muitas das inflências do Vio-lence, com o seu Thrash Metal/Crossover se fazem presentes no som do Machine Head, embora a banda seja muito mais do que isso.
Em 1994Chris Kontos substitui Tony Costanza nas baquetas e com essa formação lançaram seu debut: Burn My Eyes, ainda em 94. O álbum traz os vocais fortes e muito bem executados de Flynn, ótimos riffs, solos de guitarra brilhantes, além de um trabalho soberbo das baquetas. Confesso que comecei a me aprofundar no som da banda há pouco tempo, mas quando ouvi o seu primeiro disco pensei: por que diabos eu não ouvi isso antes? Enfim, o álbum é um prato cheio para fãs de Thrash, Heavy e Hardcore.
Burn My Eyes, se tornou um dos recordistas de vendas da Roadrunner. A boa recepção fez com que a banda saísse e uma grande turnê ao lado do Slayer. Durante a turnê, Walter Ryan substitui Chris Kontos nas baquetas. Em 1995, já com o baterista Dave McClain, que seria efetivado no posto, saiem novamente em turnê e chegam a tocar com o Metallica na Inglaterra.
Em 1997, lançam seu segundo álbum: The More Things Change... que acabaria sendo marcado como o último lançamento com o guitarrista Logan Mader, que deixaria a banda em 1998. Embora tinha mantido a pegada do primeiro disco, algo que seria uma constante na carreira do Machine Head, o álbum começa a ter uma influência maior de Nu Metal.
Para o lugar de Logan Mader (que foi para o Soulfly), vem Ahrue Luster. Em seguida, a banda concentra seus esforços na gravação de mais um álbum, que sai no ano seguinte, chamado The Burning Red. As mudanças que se iniciaram em The More Things Change... se fizeram ainda mais presentes no terceiro disco, sendo que a banda destacou essas variações, como um amadurecimento. O disco tem algumas passagens com vocal limpo e andamento arrastado, mas continua no geral, como um bom álbum de Thrash Metal, mas com elementos mais modernos.
Em 2001, lançam Supercharger, que acaba sendo o último disco do Ahrue Luster. Para o seu lugar viria Phil Demmel, que era parceiro de Rob no Vio-lence, e viria para refazer uma das mais afiadas duplas de guitarristas do Thrash Metal.
Talvez por influência do novo integrante, o disco seguinte, Through The Ashes Of Empires, que saiu em boa parte do mundo no fim de 2003 e nos Estados Unidos em 2004, trouxe uma sonoridade mais direta, afastada dos elementos de Nu Metal dos discos anteriores, aproximando o som daquele feito no primeiro álbum.
Com uma formação estabilizada após vários anos, e com o belo entrosamento de seus guitarristas, em 2007, vem The Blackening, melhor álbum da banda até o momento. Todos os músicos deram o melhor de si, além das linhas vocais de Rob, serem as melhores já feitas pelo guitarrista.
Unto The Locust, de 2011, mostrou que a banda poderia fazer um álbum tão bom quanto The Blackening, apresentando o melhor que se pode esperar de um disco de Thrash Metal, mas com um peso descomunal, além de algumas linhas de Nu Metal, que nesse caso, são muito bem exploradas.
Em 2012, veio o ao vivo Machine F**king Head Live, um disco brutal, obrigatório para qualquer fã da música pesada.
Recentemente, o baixista Adam Duce deixou banda, o que fez com que Rob seja o único membro presente desde o seu início. Até agora, não foi anunciado o nome de seu substituto.
Confesso, que num primeiro momento, eu não fui muito com a cara do Machine Head, mas como muita gente gostava, resolvi dar mais algumas oportunidades para o conjunto e não me arrependi! De fato, os caras são muito técnicos, fazem um som muito pesado e eficiente, com excelentes riffs e solos, um show na bateria e nas linhas de baixo e um vocal versátil e agressivo, que se encaixa perfeitamente na sonoridade da banda.


 Burn My Eyes - 1994

01 - Davidian
02 - Old
03 - A Thousand Lies
04 - None But My Own
05 - The Rage To Overcome
06 - Death Church
07 - A Nation On Fire
08 - Blood For Blood
09 - I'm Your God Now
10 - Real Eyes, Realize, Real Lies
11 - Block


 The More Things Change... - 1997

01 - Ten Ton Hammer
02 - Take My Scars
03 - Struck A Nerve
04 - Down To None
05 - The Frontlines
06 - Spine
07 - Bay Of Pigs
08 - Violate
09 - Blistering
10 - Blood Of The Zodiac

 The Burning Red - 1999

01 - Enter The Phoenix
02 - Desire To Fire
03 - Nothing Left
04 - The Blood, The Sweat, The Tears
05 - Silver
06 - From This Day
07 - Exhale The Vile
08 - Message In A Bottle
09 - Devil With The King's Card
10 - I Defy
11 - Five
12 - The Burning Red


 Year Of The Dragon - EP - 2000

01 - The Blood, The Sweat, The Tears
02 - Desire For Fire (Live)
03 - The Blood, The Sweat, The Tears (Live)
04 - From This Day (Live)
05 - New Resistance (Demo) 


 Supercharger (Digipack Release) - 2001

01 - Declaration
02 - Bulldozer
03 - White-Knuckle Blackout!
04 - Crashing Around You
05 - Kick You When You're Down
06 - Only The Names
07 - All In Your Head
08 - American High
09 - Brown Acid
10 - Nausea
11 - Blank Generation
12 - Trephination
13 - Deafening Silence
14 - Supercharger
15 - Hole In The Sky (Black Sabbath  Cover - Bonus Track)
16 - Ten Fold (Bonus Track)
17 - The Blood, The Sweat, The Tear (Bonus Track)
18 - Desire To Fire (Live - Bonus Track)


 Hellalive (Live) - 2003

01 - Bulldozer
02 - The Blood, The Sweat, The Tears
03 - Ten Ton Hammer
04 - Old
05 - Crashing Around You
06 - Take My Scars
07 - I'm Your God Now
08 - None But My Own
09 - From This Day
10 - American High
11 - Nothing Left
12 - The Burning Red
13 - Davidian
14 - Supercharger


 Through The Ashes Of Empires - 2004

01 - Imperium
02 - Bite The Bullet
03 - Left Unfinished
04 - Elegy
05 - In The Presence Of My Enemies
06 - Days Turn Blue To Gray
07 - Vim
08 - All Falls Down
09 - Wipe The Tears
10 - Descend The Shades Of Night


 The Blackening - 2007

01 - Clenching The Fists Of Dissent
02 - Beautiful Mourning
03 - Aesthetics Of Hate
04 - Now I Lay Thee Down
05 - Slanderous
06 - Halo
07 - Wolves
08 - A Farewell To Arms
09 - Battery (Metallica Cover - Bonus Track)


 The Black Procession - EP - 2011

01 - Beautiful Mourning (Live)
02 - Bite The Bullet (Live)
03 - Halo (Live)


 Unto The Locust - 2011

01 - I Am Hell (Sonata In C#)
02 - Be Still And Know
03 - Locust
04 - This Is The End
05 - Darkness Within
06 - Pearls Before The Swine
07 - Who We Are
08 - The Sentinel (Judas Priest Cover)
09 - Witch Hunt (Rush Cover)
10 - Darkness Within (Acoustic)


 Machine F**king Head Live (Live) - 2012

CD 1:
01 - I Am Hell (Sonata In C#)
02 - Be Still And Know
03 - Imperium
04 - Beautiful Mourning
05 - The Blood, The Sweat, The Tears
06 - Locust
07 - This Is The End
08 - Aesthetics Of Hate
09 - Old


CD 2:
01 - Darkness Within
02 - Bulldozer
03 - Ten Ton Hammer
04 - Who We Are
05 - Halo
06 - Davidian


 B-Sides And Rarities - EP - 2012

01 - Negative Creep (Nirvana Cover)
02 - The Possibility Of Life's Destruction (Discharge Cover)
03 - Hole In The Sky (Black Sabbath Cover)
04 - Locust (My Name Is Purity) (Demo 2011)
05 - Be Still And Know (Can We Be Reborn) (Demo 2011)
06 - I Am Hell (Sonata In C#) (Alt. Vocals) (Demo 2011)

Download

 Killers & Kings (Single) (2014)

01 - Killers & Kings (Demo)
02 - Our Darkest Days/Bleeding (Ignite Cover)

Download

 Bloodstone & Diamonds (2014)

01 - Now We Die
02 - Killers & Kings
03 - Ghosts Will Haunt My Bones
04 - Night of Long Knives
05 - Sail Into The Black
06 - Eyes of The Dead
07 - Beneath The Silt
08 - In Comes The Flood
09 - Damage Inside
10 - Game Over
11 - Imaginal Cells
12 - Take Me Through The Fire

Download


2 comentários: