Social Icons

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Rubicon - Discografia Comentada

Rubicon é uma daquelas bandas totalmente desconhecidas que você conhece revirando um monte de downloads em sites por aí, achando uma banda interessante no meio de tanto lixo. É meio como achar uma agulha em um palheiro. Comigo foi assim. "Não se julga um livro pela capa", já dizia o velho ditado, que também pode ser aplicado na música, ou no Metal, mais especificamente, mas eu estava julgando pela capa, por isso, baixei muita coisa de capa legal e que quando fui ouvir, desanimava. Sem esperanças e pra não perder o costume, acabei baixando o álbum mais recente do Rubicon. Passado uns dias, quando arrumei ânimo pra descompactar, vi que tinha um cover de "Beat It", do Michael Jackson, e resolvi dar uma ouvida. Gostei pra caramba do cover, e fiquei repetindo, afinal, sou admirador do Rei do Pop. Isso me animou a ouvir o álbum todo, e o que conheci foi uma banda realmente foda e interessante. Quem diria! A banda trabalha praticamente no anonimato no cenário mundial.
É difícil achar referências sobre eles, e quando acha, é tudo em húngaro, e aí complica as coisas de verdade. Em seu site oficial, até as fotos mostram shows em palcos pequenos, o que é impressionante a julgar pela grande qualidade de seus trabalhos, tanto em questão de composição musical quanto de produção, e várias fotos do vocalista, que é igualzinho o Edu Falaschi (Almah, ex-Angra), só que de cabelo castanho, hahaha!
Rubicon é uma interessantíssima banda de Symphonic Power Metal originária de Budapeste, na Hungria, formada no ano de 2003. Seu primeiro trabalho lançado foi a demo "A Kocka El Van Vetve", de 2008. O mais notável, a princípio, é que a língua escolhida para cantar as músicas é a sua língua materna, o húngaro. Claro que isso não quer dizer, necessariamente, que eles não saibam inglês, tanto que o cover de "Beat It" é cantado com perfeição.
Em 2009, o debut veio à tona, intitulado "A Holnap Tüze". Um álbum realmente foda para uma banda pequena e iniciante. Não tem jeito, cativa, ainda mais quem realmente gosta do estilo. Nada deixa a desejar. As músicas são sinfônicas, as guitarras são pesadas, os solos são bonitos, com palhetadas calculadas, e até as baladas ficam bonitas, apesar da língua forte.
A proposta continua, mas de modo muito mais forte, com a maturidade natural que as bandas adquirem, no segundo álbum, lançado em 2012, intitulado "Mindenen Át", que dota inclusive de solos mais frenéticos que o anterior. O vocal de Tamás Orbán-Ducos não é daqueles chatos. Não é magnífico, mas não é chato, o que faz com que você ouça sem se incomodar. Os refrões são empolgantes, e as pontes que levam a eles também causam expectativa.
Trata-se aqui de uma banda que merece maior atenção no cenário internacional. Talvez o que dificulte é exatamente o fato de suas letras serem em húngaro, ou até mesmo a banda não é ambiciosa e faça música voltada para seu próprio povo. Eu não sei. Só sei que se você ouve a banda sem saber que eles não têm tanto reconhecimento por aí, você acha que a banda é grande. Isso é fato. É magnífico!
A formação atual consiste em Tamás Orbán-Ducos no vocal, Imre Horváth nas guitarras, Gábor Molnár no baixo, Tamás Terdy nas baquetas e Péter Magyari nos teclados. Tudo o que há de se fazer é ouví-los, pois não estão aqui à toa! Eu gosto pra caralho! Eu nem ia postar ela tão cedo, mas tô animado, no embalo, então decidi postá-la. Aproveitem, então!


 A Holnap Tüze (2009)

01 - Nyitany
02 - Őrangyal
03 - A Holnap Tüze
04 - Csillagod Vezessen
05 - Léleksivatag
06 - Felkap A Szél
07 - Merre Tart Az Út?
08 - Csak Bennem Bízz
09 - Elveszett Lány
10 - Ahogy Éltem
11 - Elrohan Melletted Az Élet
12 - Utolsó Emlék

Download

 Mindenen Át (2012)

01 - Vallomás
02 - Valaki Más
03 - Beat It (Michael Jackson Cover)
04 - Ami A Tiéd
05 - Más Világ
06 - Itt Nincsenek Rabszolgák
07 - Nem Vigyázol Rám
08 - A Szívem Után
09 - Te Vagy A Válasz
10 - Mindenen Át
11 - Csak Még Egyszer

Download

Nenhum comentário:

Postar um comentário