Social Icons

sábado, 16 de junho de 2012

Devon - Discografia Comentada

Eis mais uma ótima banda brasileira, daquelas que dá gosto de ouvir. O próprio Walker e o Illgner já postaram ótimas bandas brazucas emergentes no cenário nacional. Com o Devon não é diferente. Os caras dão um tapa na cara de quem diz que as boas bandas de Heavy Metal que temos hoje são as mesmas de trinta anos atrás, pois eu digo que não. Não só aqui no Brasil, mas também no exterior, temos ótimas bandas de Heavy Metal surgindo por aí, e o Devon é uma delas.
Enquanto vos escrevo, escuto também ao álbum dos caras, às 01:00 da manhã. Para mim não há horário melhor pra isso, afinal, acompanhado de um ótimo Heavy Metal, um whiskey e um ventinho na lata, nada melhor. 
Devon foi criado em 2008, em Campo BeloMG, por Rafael Dm (baixo) e Breno Viana (guitarra), que já haviam tocado juntos em algumas bandas, fazendo covers variados de Rock pela região. Sentindo a necessidade de composição e material próprio, convidam então Rafael Greco (guitarra) para completar o time. Durante o processo de composição e divulgação do trabalho por diversas cidades do estado de Minas Gerais, alguns membros deixaram a banda, sendo substituídos por Alex Gardini nos vocais e Gabriel Triani na bateria. A banda então entrou em estúdio para compor seu primeiro álbum, intitulado "Unreal", produzido por Thiago Bianchi, que ja trabalhou com diversas bandas como Angra, Shaman, Kiko Loureiro, Edu Ardanuy, etc. Após finalizado o disco, o baterista Heinz Wendland foi convidado para se juntar à banda no lugar de Gabriel.
O álbum Unreal e suas composições são focadas em estabelecer uma relação entre o irreal, o imaginário, a realidade e aos acontecimentos pelos quais todos passam.
Pois é, o álbum consegue mesmo fazer isso aí, resumindo em miúdos, você chapa mesmo! A começar pela Intro: Crash Of Reality, que traduz o que está na capa do álbum: chuva e destruição. Em seguida, a pancadaria com um teclado no começo: Streets Ain't The Same, bem melódica por sinal e continua interligando com o que se vê na capa, só que agora ela fala da menina (que se encontra em meio a destruição). A terceira faixa, Turning vem pra dar um equilíbrio nas coisas, com pegada forte e umas passagens mais calmas dando um clima especial, e ouvimos teclado novamente (aí já deu pra perceber que ele veio pra ficar). Na sequência, Call The Brothers que é também tão melódica quanto as outras, mas que também traz bastante peso, o diferencial aqui é a cozinha bem feita do baterista Gabriel, riffs intrincados e o excelente vocal de Alex, que as vezes até se parece com Andre Matos (apenas minha opinião pessoal).  The Sunset Rider traz um solo foda e segue a linha da faixa anterior, Call The Brothers. Já Forgetting You já dá aquela acalmada geral, trazendo-nos um belo acústico com piano e tudo (cuidado nessa faixa! Porque se você for um bêbado pra baixo, vai começar a refletir sobre sua vida e as consequências podem ser devastadoras! Rsrs!).  The Sentence é a faixa mais longa do CD, com cinco minutos. O que dizer desta aqui? Não consigo dizer mais nada além de solo foda! Dota de ótimas passagens diferentes a longo da música. Runing Out Of Luck tem uma pegada forte assim como The Sentence, mas aqui há de se destacar a excelente parceria entre baixista e baterista que fazem a diferença com certeza, afinal, em todas as músicas pode-se perceber o ótimo trabalho deles juntamente com a dupla de guitarras, aliás, ótima cozinha essa! As últimas três faixas eu vou deixar para você leitor, não fique com sua curiosidade viva, mate-a logo.
Gostei muito do som do Devon, essa banda tem muita estrada pela frente ainda, e como diz o Walker, "é som da nossa terra, essa é nossa!". Conheci a banda através de um site aí e fiquei enrolando pra ouvir, então resolvi fazê-lo agora, e imediatamente postei. Particularmente, gosto de apoiar bandas daqui, não só novas, mas as antigas também, até pra quem não conhece a forte cena que tivemos no Brasil na década de oitenta, e para aqueles que não sabem que antes mesmo de Venom, Slayer e Metallica, já tínhamos Thrash Metal aqui no Brasil.
- Biografia retirada do site oficial da banda.

- Walker: Após a publicação desta postagem, o Devon entrou em contato conosco a partir do baixista Rafael Dm e nos forneceu links para tornar a postagem mais interessante e completa, incluindo, um link de compra online do "Unreal", incluindo para exportação. Está baratinho, galera, apenas R$ 14,90, o que torna aquela forcinha a uma banda emergente brasileira bastante alcançável!
Obrigado, Rafaem Dm, por entrar em contato conosco, e agradecimentos aos demais membros do Devon! Se algum dos nossos usuários é produtor, promove eventos underground, ou conhece alguém que promove, ou qualquer coisa que possa dar a possibilidade desses caras de tocar na sua cidade ou região, divulgar seu som e te dar a oportunidade de assisti-los ao vivo, por favor, não deixe de entrar em contato com a banda. Deixarei aqui informações mais diretas fornecidas pelo Devon:

|    MySpace    |    Twitter    |    Facebook Page    |    Canal Youtube    |
|    Site Oficial    |    COMPRA DO ÁLBUM    |


Our foreign visitors do can get the "Unreal" album as well by clicking HERE, if interested. Don't be worried, it's also available for exportation, wherever you're from! What are you waiting for?


SHOWS & IMPRENSA:

E-mails:
Para endorsement, entrevistas, reviews, comércio de material, etc:
booking@devonunreal.com

Para agendar shows:
booking@devonunreal.com 

Telefones:
(11) 6241-0360 - (Rafael Dm)
(35) 9183-2034 - (Rafael Greco)


 Unreal (2012)

01 - Crash Of Reality
02 - Streets Ain’t The Same
03 - Turning
04 - Call The Brothers
05 - The Sunset Rider
06 - Forgetting You
07 - The Sentence
08 - Running Out Of Luck
09 - Face Myself
10 - On The Road
11 - Innocence Degrees

Download

Um comentário:

  1. Obrigado pelo release Rhac. Se quiser postar o link de compra do album pra quem gostar da banda. http://musicmagick.com/web/release.php?sku=VMCD12203 Obrigado e continue divulgando o Devon!

    ResponderExcluir