Social Icons

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Sebastian Bach - Discografia Comentada

Poucos sabem, mas Sebastian Philip Bierk, conhecido popularmente na cena underground como Sebastian Bach, não é de origem estadunidense. O futuro ícone do Hard Rock viu a luz pela primeira vez em Freeport, nas Bahamas, no dia 3 de abril de 1968. Ainda novo, mudou-se para Peterborough, em Ontário, no Canadá, onde cresceu ouvindo Rock e cantando em bandas menores como Kid WikkidMadam XHerrenvolk e VO5. Seu nome sofreu a alteração para "Sebastian Bach" por atitude do próprio vocalista, que queria ter seu nome associado ao clássico e admirável compositor barroco Johann Sebastian Bach.
Sua carreira musical deslanchou de vez em 1986, quando o guitarrista Dave Sabo ouviu Sebastian, então com 18 anos, cantando no casamento do produtor musical Mark Weiss. Sabo gostou do que ouviu e convidou para entrar na banda que estava formando, o Skid Row. Após uma fita ser enviada a Bach para vê-los tocando, a vida começou, de fato. Entrou na banda e botou pra foder, lançando álbuns como os foderosos "Skid Row" em 1989 e "Slave To The Grind" em 1991, e ainda lançando um terceiro que não teve tanta repercussão chamado "Subhuman Race", em 1995.
Entretanto, Sebastian Bach também é conhecido por sua personalidade nada agradável e correta. Sempre foi criticado por atitudes no mínimo imprudentes e infantis. Serviu de mal-exemplo na mídia, culminando na sua demissão do Skid Row em 1996.
A vida do cantor ficou um verdadeiro pula de galho em galho, além de, como sempre, ser acompanhado de críticas. Após sair do Skid Row, criou o "Sebastian Bach & Friends", participou das produções na avenida mais famosa do mundo, a Broadway, em Nova Iorque, como "The Rocky Horror Show" e "Jekyll & Hide".
Já em 1990, dividiu o palco com Metallica e Guns N' Roses numa festa patrocinada pela revista RIP Magazine, onde usou o nome "The Gak" improvisadamente para sua banda. Já em 2002, recebeu um convite para se apresentar numa turnê pelos Estados Unidos com a produção "Jesus Christ Superstar", onde interpretou Jesus Cristo. Tudo fez muito sucesso até abril de 2003, quando foi demitido acusado de comportamento estrelista. A cara dele, não é? Ele chegou a inclusive ser criticado por fazer uma apresentação vestindo uma camisa que dizia "AIDS Kills Faggots Dead" (AIDS Mata Bichas Mortas). Desde então, sempre que é perguntado sobre o caso em entrevistas, ele diz apenas "aquilo foi realmente podre, realmente estúpido..."
Contudo, Bach segue então em carreira solo. Sob seu nome, foi lançado em 1999 o ao vivo "Bring 'Em Bach Alive!", que é um ótimo registro onde ele canta, de modo geral, músicas do Skid Row, aquelas em que ele tem direitos, autoria. É aí que começa a ser estranho ouvir o Bach, porque ele mais grita do que canta, e dá pra percebe que a voz deu uma bela fodida de uns anos até então. Mais grossa, o rasgado foda, porém estranho. Todavia, ele ainda se mostra capaz de alcançar seus tons mais altos e macios da época de ouro, e essa capacidade se segue até hoje.
O próximo registro sob seu nome é o "Bach 2: Basics", lançado em 2001, que é mais uma compilação de covers de bandas como Ozzy OsbourneIron MaidenLed ZeppelinKiss, etc., que também mostra uma voz absurdamente estranha. Algumas músicas ficaram ótimas, mas outras, nem tanto.
Sempre gostei demais do Sebastian Bach. É impagável vê-lo cantando relíquias como "Youth Gone Wild", "18 and Life", "I Remember You" (que sei que geral toca e canta no violão, um verdadeiro hino), "Slave To The Grind", "In A Darkened Room", "Wasted Time"... Voz poderosa, com rasgados simplesmente impossíveis de serem feitos por qualquer um, um domínio invejável do tom e um timbre super original, super característico, super Bach. Mas a mudança na sua voz dá uma atrapalhada, de certo modo, meio que o obrigando tocar músicas mais pesadas e com vocais rasgados frequentemente. Não que isso seja um problema, mas é que é difícil não fazer uma comparação com como a voz dele costumava ser.
O primeiro álbum solo totalmente autoral chegou às prateleiras em 2007, intitulado "Angel Down". A mídia crítica especializada quase sempre tem opinião diferente da dos fãs. Esse é um caso. A mídia disse ser o melhor álbum já feito por Sebastian Bach, mas os fãs não curtiram muito, vendendo apenas 100.000 cópias, comparado com os 20 milhões que os outros álbuns já venderam. Na época que lançou, eu baixei e ouvi. Realmente não gostei muito, foi difícil engolir. Entretanto, só recentemente é que o álbum ficou mais suave pra mim, e é sim um ótimo álbum, dessa vez optando por fazer mais uma mistura entre Heavy Metal e Hard Rock. Muito bom, mas que necessita de certa dedicação para "aprender" a gostar. O álbum conta inclusive com a participação de Axl Rose (Guns N' Roses) em três faixas, mas isso não foi atrativo o suficiente, até porque ele é outro que, assim como Sebastian Bach, eram jovens bonitos, capas de revistas e sonhos de consumo das mulheres em época de ouro, mas que hoje em dia estão monstros, destruídos. As músicas podem ser interpretadas como duetos de ogros, hahaha...
Depois disso, com a saída do vocalista Scott Weiland do Velvet Revolver, em 2008, Slash chegou a convidar Sebastian Bach a ocupar a vaga, mas ele recusou, preferindo se manter solo e seguir com a turnê do "Angel Down".
Seu mais recente trabalho é o álbum "Kicking & Screaming", lançado em 2011. Sempre digo, podem dizer o que quiser do álbum anterior, mas não desse. Dessa vez o vocalista acertou na mosca como fazer um Heavy Metal/Hard Rock com músicas contagiantes, bem cantadas e bem tocadas. Ficou um puta álbum, digno de atenção, bem diferente de seus últimos trabalhos. Sua voz não se mostra tão ferrada quanto anteriormente. Frequentemente aquele velho Sebastian Bach pode ser sentido nas canções, e as baladas estão lindas, como "I'm Alive" e "Wishin'", sem falar dos solos, que estão de fazer qualquer um bangear!
Fechando a discografia, pelo menos por enquanto, veio em 2013 o disco duplo ao vivo "ABachalypse Now", que, como sempre, põe em evidência prática como a sua voz se deteriorou com o passar dos anos.
Enfim, aí está a discografia solo de um dos maiores ícones da história do Rock, seja por sua imprudente personalidade, ou pelo que realmente interessa, sua história e suas músicas, principalmente da época do Skid Row, que são e pra sempre serão verdadeiros hinos que marcaram época no Rock n' Roll!


 Bring 'Em Bach Alive! (Live) (1999)

01 - Rock N' Roll
02 - Done Bleeding
03 - Superjeck, Superstar, Supertears
04 - Blasphemer
05 - Counterpunch
06 - Slave To The Grind
07 - Frozen
08 - 18 and Life
09 - Beat Yourself Blind
10 - Riot Act
11 - Mudkicker
12 - In A Darkened Room
13 - Monkey Business/Godzilla
14 - The Most Powerful Man In The World
15 - I Remember You
16 - Youth Gone Wild

Download

 Bach 2: Basics (2001)

01 - I Don't Know (Ozzy Osbourne Cover)
02 - Crazy Train (Ozzy Osbourne Cover)
03 - Believer (Ozzy Osbourne Cover)
04 - Children of The Damned (Iron Maiden Cover)
05 - Motorvatin'-Fallen Star (Hanoi Rocks Cover)
06 - This Is The Moment (Live At The Ed Sullivan Theatre)
07 - Communication Breakdown (Led Zeppelin Cover)
08 - Working Man (Rush Cover)
09 - Rock Bottom (Kiss Cover)
10 - Shock Me (Kiss Cover)
11 - Save Your Love (Kiss Cover)
12 - Immigrant Song (Led Zeppelin Cover)
13 - T.N.T. (AC/DC Cover)
14 - Little Lover (AC/DC Cover)
15 - Jacob's Ladder (Rush Cover)
16 - Tonight's The Night (Rod Stewart Cover)

Download

 Angel Down (2007)

01 - Angel Down
02 - You Don't Understand
03 - Back In The Saddle (feat. Axl Rose)
04 - (Love Is) A Bitchslap (feat. Axl Rose)
05 - Stuck Inside (feat. Axl Rose)
06 - American Metalhead
07 - Negative Light
08 - Live & Die
09 - By Your Side
10 - Our Love Is A Lie
11 - Take You Down With Me
12 - Stabbin' Daggers
13 - You Bring Me Down
14 - Falling Into You
15 - (Love Is) A Bitchslap (George Marino Master) (Bonus Track)

Download

 Kicking & Screaming (2011)

01 - Kicking & Screaming
02 - My Own Worst Enemy
03 - Tunnelvision
04 - Dance On Your Grave
05 - Caught In A Dream
06 - As Long As I Got The Music
07 - I'm Alive
08 - Dirty Power
09 - Live The Life
10 - Dream Forever
11 - One Good Reason
12 - Lost In The Night
13 - Wishin'

Download

 ABachalypse Now (Live) (2013)

CD 1: Live At Hellfest, France 2012:
01 - Slave To The Grind
02 - Kicking & Screaming
03 - Here I Am
04 - Big Guns
05 - Piece of Me
06 - 18 and Life
07 - American Metalhead
08 - Monkey Business
09 - I Remember You
10 - Youth Gone Wild

CD 2: Live At Club Nokia, Los Angeles CA 2012:
01 - Big Guns
02 - (Love Is) A Bitch Slap
03 - Piece of Me
04 - 18 and Life
05 - American Metalhead
06 - Monkey Business
07 - I Remember You
08 - TunnelVision
09 - Youth Gone Wild

Download

 Give 'Em Hell (2014)

01 - Hell Inside My Head
02 - Harmony
03 - All My Friends Are Dead
04 - Temptation
05 - Push Away
06 - Dominator
07 - Had Enough
08 - Gun To A Knife Fight
09 - Rock N Roll Is A Vicious Game
10 - Taking Back Tomorrow
11 - Disengaged
12 - Forget You
13 - Rock N Roll Is A Vicious Game (Acoustic Version) (Bonus Track)

Download

Nenhum comentário:

Postar um comentário