Social Icons

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Symfonia - Discografia Comentada

A princípio, o nome Symfonia soa fraco, chegando até a parecer uma banda qualquer. Se você não parar pra procurar por 1 minuto sobre que banda que é essa, passaria despercebido que trata-se de uma banda formada por dois grandes expoentes do Metal mundial: Andre Matos (ex-Angra e Shaman) e Timo Tolkki (ex-Stratovarius e Revolution Renaissance).
O Andre Matos não anda lançando trabalhos em sua banda solo desde seu último álbum "Mentalize", lançado em 2009, porém, continua fazendo shows por aí, obviamente.
Contudo, Andre Matos e Timo Tolkki se conheciam fazia bastante tempo, e estavam morando pela Escandinávia, e encontros de esquina fizeram com que a ideia de uma banda surgisse entre os dois.
Não tardou, e em 2010 colocaram a mão na massa e iniciaram essa banda de Power Metal, convidando outros grandes nomes para compor a banda. Com isso, a banda ficou com Andre Matos no vocal, Timo Tolkki nas guitarras, Jari Kainulainen (ex-Stratovarius) no baixo, Uli Kusch (ex-Gamma RayHelloween e Masterplan) na bateria e Mikko Härkin (ex-Sonata Arctica) nos teclados.
Estava tudo certo, as músicas foram compostas e estava tudo pronto pro seu primeiro show. Porém, o baterista Uli Kusch saiu antes mesmo da turnê começar, devido a um dano em sua mão que o deixaria sem tocar por um ano. Foi então temporariamente substituído por Alex Landenburg para seguir com a turnê. Fizeram, então, sua primeira apresentação no festival Finnish Metal em 2011, e em março daquele ano, o debut "In Paradisum" foi lançado. O álbum tem uma bela capa!
Trata-se de um ótimo álbum, que alterna muitas vezes um estilo Stratovarius e um estilo Andre Matos solo, lógico, uma fusão interessante, porém, a maioria dos fãs esperava um trabalho muito mais elevado do que o que foi produzido. Eu digo: é bom? É ótimo! Esperava mais? Com certeza! Mas diga-se de passagem que a faixa-título é sensacional!
A banda então saiu em turnê, sendo o foco maior o Brasil, inclusive tendo frustração de público com, por exemplo, um show em São Paulo com apenas 100 pagantes, como disse o Edu Falaschi (Angra, Almah) em seu desabafo após o show do Angra no Rock In Rio 2011. A banda chegou, inclusive, a começar a gravar novas músicas para seu próximo álbum, mas infelizes acontecimentos se seguiram.
No início de dezembro de 2011, Timo Tolkki relatou em sua página oficial no Facebook que provavelmente não voltaria a gravar mais nada em sua carreira. Em seu longo texto, Timo relata problemas durante a gravação do álbum e durante a turnê, além da alegação de que precisava parar pra cuidar da saúde, que fica prejudicada com o estresse das longas viagens e shows, afinal, ele sofre de transtorno bipolar.
A página inicial do site oficial do Symfonia foi então substituída por um grande quadrado vermelho que diz "The key to the universe is love", que aparece na canção "Key To The Universe", do álbum "Hymn To Life", álbum solo de Timo Tolkki.
Em um post no fórum oficial do Symfonia, Tolkki relata que "encerrar o Symfonia do jeito que está, foi uma decisão racional baseada nas opiniões dele próprio quanto nas do Andre Matos, e nas duras evidências e fatos", confirmando, então, que o Symfonia estava acabado.
Uma pena, pois eu mesmo esperava um próximo álbum realmente foda, pra corresponder à expectativa que foi feita sobre o "In Paradisum". Mais um trabalho frustrado na carreira do Andre Matos. Um grande músico, a melhor voz do Brasil, na minha opinião, que não merecia que as coisas dessem tanto errado em sua carreira.


 In Paradisum (2011)

01 - Fields of Avalon
02 - Come By The Hills
03 - Santiago
04 - Alayna
05 - Forevermore
06 - Pilgrim Road
07 - In Paradisum
08 - Rhapsody In Black
09 - I Walk In Neon
10 - Don't Let Me Go

Download

Nenhum comentário:

Postar um comentário