Social Icons

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Bittencourt Project - Discografia Comentada

Rafael Bittencourt nasceu em São Paulo em 22 de outubro de 1971. É músico, multi-instrumentista, compositor, arranjador e produtor musical, co-fundador e guitarrista do Angra.
No Angra, fez um sucesso do caralho e ganhou nome, lançando foderosos trabalhos na banda, ganhando reconhecimento internacional.
Seu interesse pela música começou bem cedo. Aos 7 anos de idade iniciou na educação musical, motivado pelos pais, assistindo a aulas de piano clássico e flauta. Seu interesse pela guitarra se aflorou aos 13 anos quando assistiu ao guitarrista Angus Young do AC/DC tocando guitarra em um video-clipe. Seu primeiro violão foi herdado de seu avô, e começou a ter aulas. Seus estudos o colocavam em contato com acordes jazzísticos, além de MPB. Após dois anos, iniciou seus estudos de guitarra elétrica.
Sua primeira banda foi fundada em 1986, chamada Lixo Atômico, e na mesma época ele fez seu primeiro concerto ao vivo com uma antiga banda sua, Detroit, em um evento de Metal em Pindamonhangaba.
Em 1988, com 17 anos, se mudou para os EUA, onde deu continuidade aos seus estudos. Durante toda sua vida, Rafael teve as influências e os professores certos, estudando com renomados professores dentro e fora do Brasil. Aqui dentro, estudou com Mozart Mello.
Quando voltou ao Brasil, graduou-se em Composição e Regência em 1996, na Faculdade de Artes Santa Marcelina, em São Paulo. Rafael também tem formação majoritariamente clássica e jazzística.
Nesse meio tempo, em 1991, co-fundou o Angra, o qual embalou de vez sua carreira. A ideia veio na época da faculdade, quando teve com seus amigos a ideia de fundar uma banda que misturasse raízes latinas e material erudito. Essa ideia foi crucial para, futuramente, formar a banda que se chamaria Angra.
Após lançar inúmeros trabalhos fuderosos com o Angra, ganhando seu merecido reconhecimento, Rafael Bittencourt aproveitou a pausa que o Angra estava tendo por conflitos internos e lançou então seu primeiro álbum solo. Sua banda solo recebeu o nome de "Bittencourt Project", e seu primeiro álbum foi intitulado "Brainworms I", que significa literalmente "vermes do cérebro", lançado em 2008. Essa expressão "brainworms" é usada por alguns neuro-cientistas para descrever alguns tipos de melodias que simplesmente não saem de nossas cabeças. É o que o álbum faz. Há o "I" depois do nome pois diz-se que o trabalho terá continuidade.
O álbum é simplesmente foda pra caralho, ainda prefiro Bittencourt Project do que Kiko Loureiro solo. O Bittencourt Project é mais pesado, belamente composto, com músicas simplesmente fodas e cativantes. O trabalho não é instrumental, e quem toma conta dos vocais é o próprio Rafael Bittencourt, que se mostra um vocalista muito foda!
A equipe do álbum é grande, conta com Rafael Bittencourt no vocal e guitarras, Felipe Andreoli e Fernando Nunes nos baixos, Marcell Cardozo na bateria, Valentino e Tony SZ nas percussões, Fabrizio DiSarno e Nei Medeiros nos teclados, Frank Djoni no acordião, além das participações especiais de Amon Lima nos violino acústico e elétrico, Ricardo Confessori na bateria e Kiko Loureiro no piano.
O álbum ainda conta com um cover muito foda da faixa "O Pastor" da banda portuguesa Madredeus, além de uma bonus track chamada "Nacib Véio" que é pra lá de roceira, mas muito foda, rsrs!
Vale e muito a pena conhecer esse trabalho fuderoso!


 Brainworms I (2008)

01 - Dedicate My Soul
02 - Holding Back The Fire
03 - Torment of Fate
04 - The Dark Side of Love
05 - Nightfly
06 - The Underworld
07 - Faded
08 - Santa Teresa
09 - O Pastor (Madredeus Cover)
10 - Comendo Melancia
11 - Primeiro Amor
12 - Nacib Véio (Bonus Track)

Ouvir (Spotify)

Nenhum comentário:

Postar um comentário