Social Icons

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Death - Discografia Comentada

O Death surgiu em Orlando, nos Estados Unidos em 1983, com o nome de Mantas. O conjunto foi criado por Chuck Schuldiner (vocal e guitarra) Rick Rozz (guitarra) e Barney "Kam" Lee (bateria). Inspirados por bandas como Venom e Slayer, o trio começou a forjar as suas primeiras composições e lançou algumas demo-tapes.
O Death Metal extremamente agressivo acabou não sendo muito bem compreendido e o Mantas encerrou suas atividades em 1984.
Com o intuito de fazer canções mais pesadas e rápidas, Chuck Schuldiner cria o Death em 1985. Dois anos após sua criação, vem o seu primeiro registro, Scream Bloody Gore, um disco que apesar de mal gravado e produzido, apresenta um característica muito marcante: o peso! O disco é realmente bruto! Talvez um pouco da má qualidade das gravações se deva ao fato de Chuck Schuldiner ter gravado todos os instrumentos e vocais, apenas a bateria não foi tocada por ele, ficando esta a cargo de Chris Reifert.
No álbum Leprosy, lançado em 1988, a banda ainda não possuía a complexidade encontrada no álbum lançado anos mais tarde Individual Thought Patterns (1993), porém contou com mais peso e com climas um pouco mais funéreos. O clima tenso e o peso que seguem apavoram, e os vocais urrados do gênio Chuck Schuldiner dão um clima ainda mais funéreo. Neste trabalho Chuck contou com o auxílio de Rick Rozz (guitarra) e Bill Andrews (bateria).
Se Leprosy foi uma grande passo em relação à estreia, Spiritual Healing talvez não fosse tão drástico mas sem dúvida mais significativo no caminho progressivo que a banda iria percorrer. A diferença drástica talvez esteja nas letras, onde sem dúvida a temática das letras se torna definitivamente adulta, de uma forma rude, mas bem mais adulta que a temática gore. Musicalmente, essa maturidade também se verifica. Retiram o pé do acelerador mas o tecnicismo está bem mais presente e a própria composição está mais intricada e mais desenvolvida. Neste trabalho, Chuck contou com os músicos James Murphy (guitarra) e Terry Butler (baixo) além de novamente Bill Andrews assumir as baquetas.
Human, lançado em 1991, tecnicamente é muito mais trabalhado e mostra incursões em campos mais progressivos do que nos três álbuns anteriores. As letras abandonam por completo o "gore" (embora no álbum anterior já não se centrassem nessa temática) e tornam-se mais introspectivas e repletas de sentido. A produção também é substancialmente melhor do que no passado. Este álbum é realmente foda! Muitas das mudanças e do avanço de Human, se deve à inclusão de Steve DiGiorgio como baixista, o cara realmente destrói!!! Além dele, Paul Masvidal (guitarra) e Sean Reinert (bateria) auxiliaram nas gravações.
Em 1993, Chuck chamou o batera do companheiro geracional Dark Angel, o incrível Gene Hoglan e o excelente guitarrista (e produtor hoje em dia) Andy LaRocque (ex-King Diamond) para completar a formação junto a ele e DiGiorgio. O resultado não poderia ter sido outro, a banda lançou o clássico Individual Thought Patterns. Neste álbum a banda atingiu a alquimia perfeita entre peso e técnica. As estruturas das músicas eram as mais complexas até então, e Gene deu às músicas muito mais dinâmica. Este trabalho consolidou o Death como um dos maiores nomes do Death Metal mundial! Um verdadeiro clássico! Falando em clássicos, em 1995 o Death lançaria o seu trabalho supremo: Symbolic. Neste disco, auxiliado por Bobby Koelble, Kelly Conlon (baixo) e Gene Hoglan (bateria), Chuck esteve impecável! Seus vocais atingiram um nível muito elevado e o álbum foi muito aclamado pelos fãs e até mesmo pela crítica, que nunca foi lá muito com a cara da banda.
Após Symbolic, Chuck criou o excelente projeto Control Denied, mas continuou se dedicando ao Death. O resultado da parceria Death / Control Denied, originou The Sound Of Perseverance, lançado em 1998. Este disco, que muitos consideram o melhor da banda (eu prefiro o Symbolic) traz riffs beirando o Thrash Metal com um conjunto muito coeso, onde a química e o entrosamento entre os músicos se mostrou muito mais elevado! Isto se deve ao fato da formação da banda contar com os músicos do Control Denied, sendo eles Scott Clendenin (baixo), Shannon Hamm (guitarra) e Richard Christy (bateria). Alías, muitas das músicas desse disco, foram criadas para o Control Denied. Outro destaque deste álbum é o cover de Painkiller do Judas Priest, que eu considero até superior ao de seus criadores, devido ao seu excepcional instrumental (acho que falei merda, mas é a minha opinião).
Infelizmente, quando gozava de prestígio e se encontrava entre os maiores nomes do Death Metal mundial, Chuck perdeu a batalha para o câncer e faleceu no dia 13 de dezembro de 2001 aos trinta e quatro anos de idade. Mas no Heavy Metal a música é eterna e a obra de Chuck com o Death, ou com o seu projeto Control Denied, jamais será esquecida.


 Mantas: Death By Metal (Demo) (1983)

01 - Legion Of Doom
02 - Evil Dead
03 - Beyond The Unholy Grave
04 - Power Of Darkness
05 - Death By Metal

 Reign of Terror (Demo) (1984)

01 - Corpsegrinder
02 - Summon To Die
03 - Zombie Attack (Instrumental)
04 - Witch Of Hell
05 - Reign Of Terror
06 - Slaughterhouse

 Live In Tampa (1984)

01 - Intro
02 - Mantas
03 - Summon To Die
04 - Evil Dead
05 - Beyond The Unholy Grave
06 - Reign Of Terror
07 - Power Of Darkness
08 - Poison (Venom Cover)
09 - Corpse Grinder
10 - Legion Of Doom
11 - Zombie
12 - Witch Of Hell
13 - Slaughterhouse
14 - Death By Metal

 Infernal Death (Demo) (1985)

01 - Infernal Death
02 - Baptized In Blood
03 - Archangel

 Mutilation (Demo) (1986)

01 - Land Of No Return
02 - Zombie Ritual
03 - Mutilation

 Scream Bloody Gore (1987)

01 - Infernal Death
02 - Zombie Ritual
03 - Denial Of Life
04 - Sacrificial
05 - Mutilation
06 - Regurgitated Guts
07 - Baptized In Blood
08 - Torn To Pieces
09 - Evil Dead
10 - Scream Bloody Gore
11 - Beyond The Unholy Grave (Bonus Track)
12 - Land Of No Return (Bonus Track)

Ouvir (Spotify)

 Leprosy (1988)

01 - Leprosy
02 - Born Dead
03 - Forgotten Past
04 - Left To Die
05 - Pull The Plug
06 - Open Casket
07 - Primitive Ways
08 - Choke On It

Ouvir (Spotify)

 Spiritual Healing (1990)

01 - Living Monstrosity
02 - Altering The Future
03 - Defensive Personalities
04 - Within The Mind
05 - Spiritual Healing
06 - Low Life
07 - Genetic Reconstruction
08 - Killing Spree

Ouvir (Spotify)

 Human (1991)

01 - Flattening Of Emotions
02 - Suicide Machine
03 - Together As One
04 - Secret Face
05 - Lack Of Comprehension
06 - See Through Dreams
07 - Cosmic Sea
08 - Vacant Planets

Ouvir (Spotify)

 Fate: The Best of Death (Compilation) (1992)

01 - Zombie Ritual
02 - Together As One
03 - Open Casket
04 - Spiritual Healing
05 - Mutilation
06 - Suicide Machine
07 - Altering The Future
08 - Baptized In Blood
09 - Left To Die
10 - Pull The Plug

 Individual Thought Patterns (1993)

01 - Overactive Imagination
02 - In Human Form
03 - Jealousy
04 - Trapped In A Corner
05 - Nothing Is Everything
06 - Mentally Blind
07 - Individual Thought Patterns
08 - Destiny
09 - Out Of Touch
10 - The Philosopher

Ouvir (Spotify)

 Symbolic (1995)

01 - Symbolic
02 - Zero Tolerance
03 - Empty Words
04 - Sacred Serenity
05 - 1,000 Eyes
06 - Without Judgement
07 - Crystal Mountain
08 - Misanthrope
09 - Perennial Quest

Ouvir (Spotify)

 The Sound of Perseverance (1998)

01 - Scavenger Of Human Sorrow
02 - Bite The Pain
03 - Spirit Crusher
04 - Story To Tell
05 - Flesh And The Power It Holds
06 - Voice Of The Soul
07 - To Forgive Is To Suffer
08 - A Moment Of Clarity
09 - Painkiller (Judas Priest Cover)

Ouvir (Spotify)

 Live In Eindhoven' 98 (Live) (2001)

01 - The Philosopher
02 - Trapped In A Corner
03 - Crystal Mountain
04 - Suicide Machine
05 - Together As One
06 - Zero Tolerance
07 - Lack Of Comprehension
08 - Flesh And The Power It Holds
09 - Flattening Of Emotions
10 - Spirit Crusher
11 - Pull The Plug

 Live In L.A. (Death & Raw) (2001)

01 - Intro / The Philosopher
02 - Spirit Crusher
03 - Trapped In A Corner
04 - Scavenger Of Human Sorrow
05 - Crystal Mountain
06 - Flesh And The Power It Holds
07 - Zero Tolerance
08 - Zombie Ritual
09 - Suicide Machine
10 - Together As One
11 - Empty Words
12 - Symbolic
13 - Pull The Plug

 Vivus! (Live Compilation) (2012)

CD 1 - Live In L.A. (Death & Raw):
01 - The Philosopher
02 - Spirit Crusher
03 - Trapped In A Corner
04 - Scavenger of Human Sorrow
05 - Crystal Mountain
06 - Flesh and The Power It Holds
07 - Zero Tolerance
08 - Zombie Ritual
09 - Suicide Machine
10 - Toguether As One
11 - Empty Words
12 - Symbolic
13 - Pull The Plug

CD 2 - Live In Eindhoven '98:
01 - The Philosopher
02 - Trapped In A Corner
03 - Crystal Mountain
04 - Suicide Machine
05 - Toguether As One
06 - Zero Tolerance
07 - Lack of Comprehension
08 - Flesh and The Power It Holds
09 - Flattening of Emotions
10 - Spirit Crusher
11 - Pull The Plug

Ouvir (Spotify)

5 comentários:

  1. O Death foi e sempre sera um grupo fantastico,mas afirmar que o cover de Painkiller ficou melhor que o original do Judas Priest,forcou demais hein.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o material! Death é com certeza um grupo imortal!

    ResponderExcluir
  3. Chuck Schuldiner erá o cara!!!

    ResponderExcluir
  4. uma errata no texto, desde quando Andy LaRocque é ex king diamond ? . No mais, banda excelente com álbuns excelente. bom trabalho warriors.

    ResponderExcluir